- Anuncie
- Assine

   
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Drew Barrymore
Ao lado de Justin Long, seu ex - ou talvez atual - namorado, a atriz estrela Amor à Distância, um filme mais apimentado do que as comédias românticas em que o público se acostumou a vê-la

Marina Monzillo, de Los Angeles

 

Fotos DIVULGAÇÃO
Os dois atores se conheceram durante as ilmagens de Ele Não Está Tão a Fim de Você, lançado em 2009

DESDE A “MENININHA” DE ET- O EXTRATERRESTRE, passando por adolescente problemática, Drew Barrymore se transformou numa das atrizes mais amadas nos círculos de Hollywood. É também uma produtora disputada e foi recém-admitida ao clube dos cineastas (dirigiu o filme Whip It, em 2009). Mocinha de várias comédias românticas, como Letra e Música e Como Se Fosse a Primeira Vez, a atriz de 35 anos volta ao gênero com Amor à Distância.

Em vez do romantismo fofo de outras produções estreladas por Drew, esta é uma comédia escrachada, cheia de referências pop e piadas sexuais. Nos EUA, pegou a mais alta classificação indicativa. Erin, a personagem da atriz, é uma jornalista de Los Angeles que durante uma temporada em Nova York se apaixona pelo executivo Garrett. Na hora de ela voltar para a Califórnia, o casal resolve continuar o namoro à distância. O par de Drew é interpretado por Justin Long, com quem a atriz tem tido um relacionamento de idas e vindas desde que se conheceram no filme Ele Não Está Tão a Fim de Você (2009). Oficialmente os dois estão separados. Mas, sentados lado a lado durante o encontro com a imprensa, no hotel Four Seasons, em Los Angeles, em agosto, Drew e Justin trocavam olhares, falavam ao pé do ouvido e elogiavam um ao outro antes da entrevista começar: “Ele é tão talentoso, engraçado e a pessoa mais estranha que eu já vi na vida”, brincou, irônica, a atriz, emendando com uma sonora gargalhada.

Você já fez muitas comédias românticas. O que a atraiu em Amor à Distância?
Drew:
Eu queria fazer um filme sobre um assunto que não tivesse sido ainda muito explorado nas telas, e encontrei essa história sobre pessoas que tentam fazer um relacionamento funcionar enquanto estão geograficamente separados. Achei o roteiro incrivelmente engraçado.

Como é trabalhar com alguém tão próximo, como no caso de vocês dois?
Drew:
Você pode ser verdadeira na química, nas emoções.
Justin: Foi tão fácil, mais do que fácil. Não houve esforço algum. E foi divertido. E se você trabalha com alguém melhor que você, isso faz você melhor. Foi uma união feliz.

O que vocês acham que é preciso fazer para um namoro à distância dar certo?
Drew:
Estive em relacionamentos à distância a minha vida inteira. Acho que é preciso surpreender um ao outro. Aparecer de surpresa quando menos se espera. Quando isso acontece, é a melhor sensação do mundo. E romantismo é imperativo! É preciso ser tradicional, escrever cartas à mão! Porque você usa outra linguagem, diferente de e-mails ou mensagens de texto. E ter sempre um encontro marcado: ‘vamos nos ver em três semanas’, por exemplo. Assim você sabe o que estará fazendo em três semanas e isso ajuda a manter a chama. Acho que essas são as coisas que funcionam.
Justin: Comunicação, honestidade e compromisso são importantes na minha opinião.

‘‘Romantismo é imperativo! É preciso ser tradicional, escrever cartas à mão!
Porque você usa outra linguagem, diferente de e-mails ou mensagens de texto”
Drew Barrymore

 

1 | 2 | Próxima >>

   


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS