- Anuncie
- Assine

   
 
Estilo // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Estilo casa
As cores de Morena
O apartamento da chef de cozinha Morena Leite, em São Paulo, é um mosaico das suas referências estéticas e afetivas, e de sua paixão pela cozinha

Laís Taliberti e Silviane Neno fotos Marcelo Navarro /Ag. IstoÉ

A cozinha, lógico, foi equipada para dar asas a essa paixão e as experiências domésticas de uma profissional das caçarolas. Sorte dos amigos, que vira e mexe, estão por ali provando alguma invenção nova da anfitriã. Além dos limites da cozinha, o décor tem muito da personalidade dela. “Minha casa é uma casa de menina!” Paredes em branco, rosa, roxo, amarelo e verde. A atmosfera é quase lúdica. A aquarela de Morena provoca um efeito divertido e alto-astral. “Eu cresci vendo tudo muito colorido. Lá em Trancoso, cada casa tem uma cor, fica uma grudadinha na outra. Acho isso lindo.”

A casa é montada e remontada de tempos em tempos: “Eu gosto de construir aos poucos. A cada dia vou vendo o que preciso e colocando novos objetos.” A cadeira Swan listrada, vedete da sala de estar, foi presente de casamento da amiga Adriana Barra. O amarelo da sala, sugestão de outra amiga estilista, Isabella Giobbi. Morena gostou e estendeu a cor ao bar e ao móvel da tevê.

A mesa da sala de jantar tem assinatura do designer Hugo França, conhecido por construir móveis com pegada bem orgânica, feitos a partir de resíduos florestais e madeira de demolição. É em volta dela que acontecem as muitas reuniões de amigos. O vão livre da sala provoca uma boa dinâmica para festas e para as brincadeiras de Manoela, a primeira filha de Morena com o marido, Caio Monteiro da Silva.

Na suíte do casal, o avesso da cor. O branco, e apenas o branco, se repete nas paredes, nas cortinas, no edredon. Apenas uma manta tribal, aos pés da cama, dá um toque de cor. “O quarto é um lugar de descanso, por isso preferi tudo bem claro.”

É Iemanjá quem abençoa a casa. Não uma, mas várias imagens. Como toda menina baiana, Morena tem um jeito. Um jeito diferente de fazer brigadeiro, que fez a fama da sobremesa nos cardápios do restaurante Capim Santo. Um jeito de arrumar a casa que se reiventa a cada mudança. A próxima, ela já sabe. Vai mudar radicalmente a cozinha, começando pela cor, claro. Geladeira amarela e piso branco. Ali, só suas panelas, preciosas panelas, são eternas.

 

<< Anterior | 1 | 2 | 3 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS