- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


O homem de Milão
Sem grandes emoções, a semana de moda masculina de Milão focou na manufatura das roupas feitas para a vida real, confortáveis, num grande mix do formal com o casual


Reviver a essência ou a herança das marcas é uma preocupação que continua prendendo estilistas numa zona de segurança. O principal sentido do masculino milanês foi uma mudança no tradicional costume. Cada vez menos homens estão utilizando ternos (pelo menos os convencionais). Sob essa ótica, fica fácil entender por que Tomas Maier encerrou seu desfile masculino na Bottega Veneta com looks de praia e não com um guarda-roupa formal. Numa das coleções-síntese da temporada milanesa, fundiu como ninguém o formal ao casual. Giorgio Armani também trocou seus famosos ternos de formas amplas por versões contemporâneas em que os blazeres de abotoamento duplo se encurtam e se aproximam do corpo. Refrescando seu repertório de forma natural e inteligente.

 


Giorgio Armani apresenta os blazeres mais ajustados ao corpo. Acima, as malhas coloridas da Prada

 

 

1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS