- Anuncie
- Assine

 
 
 
Televisão // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


"Quero ser vovô gato"
Festeiro famoso, diretor WOLF MAIA abre as portas de sua mansão no Rio e fala de sua relação com a vaidade, com as ex-mulheres, de sexo aos 56 anos e do trabalho à frente da série Na Forma de Lei

Gustavo Autran e Poliana Costa / Fotos: Orestes Locatel / Ag.IstoÉ


Na sala de estar, debruçada sobre o mar de São Conrado, Wolf repassa o roteiro de gravações de Na Forma da Lei: ambiente costuma servir de sala de ensaio para os elencos que trabalham com ele


É verdade que você tem um canil e um galinheiro em casa?
Sim, afinal eu sou goiano, fui criado no mato. Só aqui em São Conrado são dois chow chows, um doberman, um dogue alemão e um vira-lata chamado Zina, que eu adotei. Em Friburgo, mantenho um pequeno haras, onde cuido de animais usados nas produções para a televisão. Os lhamas que apareceram em Cobras & Lagartos estão morando lá e já fizeram até um filhote. O mais escuro se chama Foguinho e a de pelo branco é a Leona, por causa dos personagens de Lázaro Ramos e Carolina Dieckmann. Além disso, crio gado numa fazenda em Goiás, perto de Pirenópolis.

No ano passado, comprei alguns bois da Glória Pires. No passado, você chegou a dividir apartamento com Zezé Motta e Lucélia Santos. Como foi seu início de carreira?
Não foi fácil, até porque vivia num ambiente repressor. Meu pai era militar e eu não podia nem ter cabelo comprido. Por outro lado, sou de uma geração que ousou muito e que correu mais riscos. Em 1980, fui para os Estados Unidos sozinho para estudar teatro musical no Carnegie Hall, em Nova York. Como estava duro, me virei como garçom e ganhava 200 dólares por evento, porque sabia falar inglês e francês.

Escadaria grafitada dá acesso à pista de dança no andar inferior: estrutura montada para receber os amigos com baladas quase profissionais


Você lançou nomes como Ana Paula Arósio e Thiago Lacerda. Quando você sente que um artista está pronto para estourar? E a beleza é fundamental?

Não tem a ver com beleza, necessariamente. O mais importante é ter carisma e inteligência cênica. Depois você acrescenta prática e experiência.



<< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS