- Anuncie
- Assine

 
 
 
Estilo // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Estilo Casa
Mistura Fina
O novo apartamento do arquiteto Antonio Ferreira Junior, em São Paulo, celebra o casamento de estilos e a arte de promover novas interpretações a relíquias afetivas e do design

Silviane Neno fotos Marcelo Navarro/Ag. IstoÉ

O apartamento, de 270 metros quadrados é banhado o dia todo por uma luz suave. A reforma, que consumiu cinco meses, redesenhou ambientes e transformou a cozinha num dos pontos altos da casa. Junior tirou proveito de materiais originais da construção dos anos 40. O piso de mármore italiano foi inteiro restaurado e confere nobreza ao hall de entrada. As paredes, tingidas por um azul petróleo, aquecem e valorizam as obras de arte e o móvel art déco, trazido de um antiquário em Londrina.
Na sala de jantar, Junior promoveu um pas-de-deux entre o anil (no tapete) e o pied-de-poule, na forração das cadeiras, uma referência vista numa feira em Milão. O lustre verde da década de 60, enche de luz a belíssima mesa Scapinelli.
Um dos grandes charmes do apê são as estantes que ocupam os cantos da sala, da cozinha e da suíte principal. As prateleiras denunciam a mão talentosa do arquiteto, um expert em promover boas composições de objetos, livros e peças inusitadas. Um boneco Falcon, relíquia dos tempos de infância, ganhou caixa de acrílico e enche de graça a parede ao lado de uma delas. “A minha casa é uma forma de contar a minha história, minha vida está nas paredes, em cada objeto”, diz.
De fato, não há ali, nenhum espaço ocioso, nenhuma tela em branco à espera de mais uma explosão de mudanças. As mudanças acontecem sempre, porém partem de enredos já construídos. “Jamais seria minimalista, sou puro nas formas, na arquitetura, mas meu décor é feito dessa mistura.”
Admirador das formas de Niemeyer e Paulo Mendes da Rocha, mestres do modernismo, Junior sabe que juntar estilos requer parcimônia e, sobretudo, cuidado com volumes e brilhos. Por isso, cuida para que nada “roube a cena” e assim constrói ambientes leves e harmoniosos.
Formado em arquitetura em Mogi das Cruzes, no interior do Estado, Antonio Ferreira Junior começou nas pranchetas do escritório do arquiteto João Armentano, na capital e de lá saiu para alçar voo próprio há mais de duas décadas. Logo depois, com Mario Celso ele construiu seu negócio e, com sua história, contada nas paredes, o seu estilo.

<< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS