- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


O Brasil, por Tony Chambers
Anfitrião da festa de encerramento do Fashion Rio, Tony Chambers, editor da revista Wallpaper* define: "O Brasil está no topo"

 

Ele foi diretor da revista GQ durante seis anos, é um profissional premiado no segmento e entrou para o time da Wallpaper* em 2003 como diretor criativo. Quatro anos mais tarde, Tony Chambers escalou ao topo da carreira editorial, sendo nomeado editor-chefe da mesma revista que, em junho de 2010, homenageia o Brasil. Ele esteve por aqui para conferir os lançamentos do Fashion Rio e também para ser anfitrião da festa de encerramento do evento, que aconteceu na terça-feira 2, no próprio Píer Mauá, com set list do DJ Zé Pedro: “Foi uma maneira de agradecer o que o Brasil nos proporcionou”.


Tony Chambers, editorchefe da Wallpaper*

PAULO BORGES: Descreva o Brasil em poucas palavras.
TONY CHAMBERS: Lindo, radical, amoroso, sexy, independente.

PB: Por que uma edição da Wallpaper* toda sobre o Brasil?
TC: Isso faz parte de um plano de quatro anos que temos de cobrir as nações do Bric. Ano passado tivemos China e agora Brasil, um país que possui reservas petrolíferas muito ricas e vai sediar a Copa do Mundo de 2014 além dos Jogos Olímpicos de 2016. Quis sair na frente de todo mundo. E descobri que o Brasil é o país mais excitante do mundo.

PB: Você buscou retratar o Brasil de um jeito único, nada caricatural.
TC: Eu sei que muita gente ainda pensa que o Brasil é só um país de turismo. Mas como eu viajo muito pelo mundo, tenho mais experiência. Entendo coisas do Brasil que outras pessoas não entendem lá fora. Esse foi o meu recorte. O Brasil de verdade, não o Brasil do mito. E também não tive medo de errar, então isso sempre ajuda.

PB: E como você acha que o Brasil se situa no mundo hoje?
TC: Vocês estão no topo. O design aqui é absurdamente incrível, e vocês possuem as riquezas naturais mais abundantes. Tem tudo para dar certo. Só depende de vocês.

PB: O que você viu de mais interessante nos desfiles do Fashion Rio?
TC: A estética modernista parece estar no DNA de todos vocês, mas o importante é que os brasileiros sabem subverter as coisas como ninguém. Essa mistura de conhecimento técnico com subversão é o que vocês têm de melhor na moda e no design.

PB: Você compararia a produção criativa do Brasil com a de outros países?
TC: Jamais. Ainda bem que cada país é diferente do outro. A homogeneização é a maldição dos dias de hoje.


PB: O que você aprendeu nesses últimos dias?
TC: A usar meu coração e minha alma, e não apenas a minha cabeça.

 

 

1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS