- Anuncie
- Assine

   
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Mulher Maravilha
A criadora do vestido "envelope", Diane von Furstenberg, inaugura loja em São Paulo e monta exposição, que conta sobre sua trajetória, no Shopping Iguatemi

Paulo Borges

 

Em São Paulo, para a abertura da exposição Journey of a Dress, que acontece no 9º andar do Shopping Iguatemi, Diane conversou com Gente:

O que te inspirou a criar o wrap dress?
As mulheres. Eu também queria algo confortável e versátil para usar, então posso dizer que fui motivada, acima de tudo, pela necessidade pessoal.

Como foi a sua relação com o Andy Warhol?
Vamos dizer que era muito legal ser jovem nos anos 1970, era uma época muito criativa e a gente sentia que estava criando uma nova liberdade, uma nova ordem mundial.

O que as pessoas podem esperar da exposição Journey of a Dress?
Quando você entra, a primeira coisa que enxerga são quatro segmentos que representam momentos da minha vida e adjetivos da minha marca: American Dream, Studio 54, Femme Fatale e Working Girl. A moda é um mix. Tem muitas obras de arte, coisas do Warhol, Francesco Clemente.

Qual a participação do André Leon Talley, editor da Vogue América?
Ele escreveu um pequeno livro chamado The Wrap, escolheu as roupas e tudo mais. Sem ele a exposição seria, digamos, muito menos divertida!

<< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>

   


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS