- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


O dia depois de amanhã
Pedro Lourenço estreia na semana de Paris e surpreende grandes nomes internacionais do circuito fashion com uma coleção autêntica. Em uma entrevista exclusiva ele conta que o sonho virou realidade e já adianta que estará presente na próxima temporada de desfiles

Fotos Greg Kessler/divulgação
Em sentido horário: Gloria Coelho e amigos, Anna Dello Russo, Jefferson Hack e Patty Wilson

Desfilando em Paris, você naturalmente se mostra distanciado das pessoas que já te conhecem, do nosso universo mais próximo da moda. Ali, naquele momento, a grande maioria das pessoas nunca tinha ouvido falar de você. Qual a sua impressão do olhar que estas pessoas passaram a ter sobre você e seu trabalho depois deste desfile em Paris?
Acho que foi uma grande surpresa para todos que não me conheciam, principalmente por causa da minha idade. Não é comum encontrar um estilista de 19 anos que tenha a minha formação, que apresente uma ideia fixa e que já possua domínio técnico para fazer roupas.

E o fato de ser brasileiro? Influenciou neste olhar em algo?
Sim, o grau de surpresa no âmbito internacional é ainda maior por eu ser brasileiro (tem êxito na moda). Foram poucos até hoje que conseguiram destaque internacional.

E agora? O sonho vira realidade. O que você pretende fazer para daqui a seis meses?
Quero me desenvolver ainda mais, ter mais liberdade.

Que tipo de liberdade?
Liberdade para criar mais. (E há tempo para isso?) (Acho que sim.) Consegui criar essa coleção de Inverno 2010 em apenas dois meses. Hoje já estou pensando em como será a coleção que vou apresentar daqui a seis meses em Paris.

Então você vai desfilar de novo na Cidade Luz?
Sim, fui convidado para integrar o calendário oficial de desfiles em Paris.

E quais são os desafios para este próximo desfile?
Sinto que preciso ousar mais, misturar mais os materiais clássicos com os tecnológicos.

Essa mistura é o maior desafio?
Sim, exige bastante primor técnico. Quero também ampliar a linha de criação comercial para melhorar o desempenho da marca para a venda no(s) showroom(s).

<< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS