- Anuncie
- Assine

 
 
 
Celebridade // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Encontro de craques
Músicos do COLDPLAY, uma das bandas mais renomadas da atualidade, jogam partida de futebol com o Corinthians de Ronaldo Fenômeno

FERNANDO SANTOS / FOLHA IMAGEM
Os músicos do Coldplay exibem a camisa em homenagem ao centenário do Corinthians ao lado do Ronaldo. “A banda é legal”, disse o craque

OS INGLESES NÃO DESANIMARAM com o vento frio nem com a garoa que caiu em São Paulo na manhã da terçafeira 2. O guitarrista Jon Buckland, o baterista Will Champion e o baixista Guy Berryman, todos da banda Coldplay, vestiram a camisa preta e branca do Corinthians e entraram no gramado do Parque São Jorge, na zona leste da capital. Os vencedores do último Grammy de melhor álbum são vidrados por futebol e, claro, aproveitaram a passagem pelo Brasil para bater uma bola com Ronaldo “Fenômeno”. “Eles estavam superanimados. Assim que chegaram ao Brasil (no sábado 27, no Rio de Janeiro), já entraram em contato para virem aqui”, afirmou Guilherme Prado, assessor do clube.

Como jogadores de futebol, os ingleses demonstraram que são bons músicos. Os três se atrapalharam um pouco ao tocar a bola para o volante Edu, o zagueiro Paulo André e Ronaldo, numa rodinha. Eles fizeram algumas embaixadinhas e conversaram, relembrando o primeiro encontro com o craque, em Madri, na Espanha, em 2005.

Os fãs famosos ganharam brindes: as novas camisetas do time. Berryman recebeu a mais cobiçada, a de número 9, usada pelo Fenômeno. Seria para Chris Martin, líder e vocalista do grupo, mas ele não pôde ir ao treino porque precisava preservar a voz para o show à noite, no estádio do Morumbi. Após cerca de 40 minutos no clube, os músicos se despediram e reforçaram o convite para os jogadores irem ao espetáculo. Quando Chris Martin abriu o show, por volta das 21h, lá estava Ronaldo no camarote, com os olhos vidrados como um fã. “A banda é legal”, comentou o craque, animado.

 

 

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS