- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


A saúde das modelos
Uma carta minha enviada aos mais poderosos da moda motivou uma reunião em Nova York, orquestrada por Anna Wintour, para discutir a magreza excessiva nas passarelas

Paulo Borges

Ag.News

Retorno positivo
Algumas das pessoas mais influentes do mundo fashion, como Kenzo Takada e Bruno Boselli, entre outros, enviaram resposta a minha carta

O estilista Kenzo Takada retornou com resposta na qual demonstra seu apoio à causa: "Nunca discutimos suficientemente sobre este assunto, mas é importante fazermos algo. Com certeza este tipo de doença [a magreza extrema] não será fácil de combater e por isso apoio sua causa. Ninguém deveria gostar de pessoas que usam tristeza e doença antes de usar roupas. Procuro por saúde visível e felicidade. As modelos deveriam sorrir e parecer vivas como faziam no início dos anos 1990."
Mario Boselli, presidente da Camera Nazionale della Moda Italiana, enviou resposta elogiando a iniciativa: "Acho este assunto crucial para a indústria da moda do ponto de vista ético e moral." Ele ainda informou que tenta reverter o problema na Itália desde 2006 através de ações conjuntas com o governo local.

Também o diretor executivo do British Fashion Council, Simon Ward, apoia a preocupação do SPFW e reforça que este problema é muito sério. "Temos 14 recomendações para a saúde das modelos e um plano de ação feito em conjunto com a associação de agências de modelos do Reino Unido", escreveu.
O estilista brasileiro radicado em Londres Bruno Basso, da dupla Basso&Brooke, enviou seu depoimento via Facebook: "Em Londres também é proibida a participação de modelos menores de 16 anos. Os desfiles são inspecionados por uma auditoria da organização do LFW e também por membros do governo através do LDA (London Development Agency) e, caso a grife não esteja cumprindo à risca o contrato, o desfile pode ser cancelado minutos antes de acontecer. Eu realmente espero que, com a ajuda de todos os formadores de opinião, o quadro se reverta rapidamente para o desejo de uma imagem mais saudável e positiva".
A Vogue Paris também emitiu comunicado se manifestando a favor da causa.

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS