- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Com que roupa eu vou?
A Porto da Pedra se inspira na moda e coloca na Marquês de Sapucaí a rainha Elizabeth, Cleópatra, Chanel, Maria Antonieta e até Naomi Campbell, além de homenagear os Estilistas Brasileiros

Foto Bob Wolfenson/MAG!

Foto Bob Wolfenson/MAG!
Foto Bob Wolfenson/MAG!

Pro samba que você me convidou, eu vou vestir felicidade! Quando a Porto da Pedra entrar no sambódromo da Marquês de Sapucaí na próxima segunda-feira 15, às 22h05 (com transmissão ao vivo pela Rede Globo), os fashionistas do Brasil estarão de prontidão. O motivo? O samba-enredo da escola vem especialmente dedicado à moda, homenageando personagens que vão de Cleópatra a Chanel, de Maria Antonieta a John Galliano. Claro que os estilistas brasileiros têm lugar de destaque neste acontecimento. Gente conversou com Paulo Menezes, carnavalesco da escola que dá o recado parafraseando Marco Sabino: "A moda é passageira, sua história, não."

PAULO BORGES - De onde veio a ideia da inspiração na moda?
PAULO MENEZES - Era um desejo antigo meu fazer um enredo sobre a história da moda e da indumentária. Moda e Carnaval são dois mundos muito próximos mas, ao mesmo tempo, distantes. E neste enredo eu procurei aproximá-los, afinal o Carnaval segue tendências, como a moda. A inspiração veio de vários livros, foram mais de 150 pesquisados, entre biografias e arquivos de estilistas e livros de indumentária. A minha formação acadêmica, História, ajudou muito na pesquisa. Vários filmes também serviram de inspiração, como Cleópatra, Elizabeth, Maria Antonieta, Vatel e até mesmo Os Flintstones.

PB - Quantos blocos tem o desfile?
PM - Eu começo na pré-história com a necessidade de o homem cobrir seu corpo, aí passo pela Antiguidade Clássica, pela Idade Média, dando ênfase ao Bizâncio e ao Gótico. Renascimento, quando muda o pensamento do homem e tenho como figura central a Rainha Elizabeth. No Barroco, com toda sua exuberância, trabalho o Rei Luís XIV como o grande personagem. No rococó, a figura central é Maria Antonieta e no neoclássico temos o Napoleão. Até aí sempre trabalho com a realeza influenciando a moda mas, quando entro no século 20, Chanel toma conta do cenário. Neste bloco faço uma homenagem a Naomi Campbell. E aí chego ao Brasil, onde falo dos grandes artistas brasileiros.

PB - Quantas pessoas estiveram envolvidas neste projeto?
PM - No caso da Porto da Pedra, devemos ter uma média de 170 pessoas, reproduzindo 4.200 roupas.

 

 

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS