- Anuncie
- Assine

 
 
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Mel Gibson volta à pancadaria
Ator retoma o posto de protagonista depois de oito anos e dois filmes polêmicos como diretor

Foto Divulgação
Em O Fim da Escuridão, Gibson é um pai em busca do assassino da ilha

Mel Gibson voltou e quase tão furioso quando em O Patriota (2000). Em O Fim da Escuridão, ele é novamente um pai em busca de vingança e retorna ao posto de protagonista depois de oito anos, desde Sinais. Na produção baseada na série para tevê Edge of Darkness (1985), ele é Thomas Craven, um policial que vê a filha ser assassinada na porta de casa e pensa que ele era o alvo. Numa investigação paralela à da polícia, ele descobre que a garota estava envolvida numa trama de conspiração e segredos nucleares.

Gibson, 54 anos, com o oitavo filho recém-nascido (uma menina, fruto do relacionamento com a russa Oksana Grigorieva), deixa a fama de galã romântico de lado, mas preserva a de durão, num filme de ação tradicionalíssimo, que, nos momentos em que a história fica de difícil solução, resolve-se com tiros. Algo bem diverso dos dois últimos trabalhos do ator na função de diretor, A Paixão de Cristo (2004) e Apocalypto (2006). Ele está tão fora das polêmicas que, em uma das cenas do novo filme, pede a um homem que tire os óculos antes de o encher de pancadas. (14 anos)



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS