- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Conexão moda
A tecnologia e a cultura pop foram os temas centrais na cenografia de Daniela Thomas e Felipe Tassara para o SPFW

Nesta sexta -feira 22 termina a 28ª edição do São Paulo Fashion Week, que aterrissou na Bienal sob o tema "Linguagens" materializado em estampas e instalações que garantem um show visual muito além das passarelas. A dobradinha entre a cenógrafa Daniela Thomas e o arquiteto Felipe Tassara que, nas últimas edições, causou frisson ao encapar as curvas da Bienal com papelão em efeito escultórico, desta vez restringiu o uso do material às salas de desfiles.

Por dentro e por fora do prédio, nas áreas de acesso e amplas circulações traçadas por Niemeyer, os quase esquecidos lambelambes (aqueles adesivos ordinários banidos dos muros e postes da urbe pela lei de Gilberto Kassab) é que dão o tom. Estampados por palavras, símbolos e tag clouds familiares da geração digital, os cartazes ganham status de papel de parede reforçando a vocação de "hub" (central de comunicação) do evento.

Isso fica claro logo na entrada, onde o visitante é recepcionado por uma "floresta de sinalização". Lá estão pictogramas da cultura pop que incluem Michael Jackson, Dita Von Teese e Darth Vader, entre outros ícones bem-humorados, além dos verbetes que não saem da língua dos fashionistas. "Escolhemos as palavras mais procuradas numa infinidade de sites de moda para selecionar as que estampamos aqui", explica Daniela Thomas.

O grande destaque da cenografia nesta temporada do SPFW é a instalação über tecno Your Life, Your Movie (Sua Vida, Seu Filme): uma nababesca malha de monitores de LCD suspensos e interligados por cabos de aço e conectados a computadores que prometem interagir com o público. Um projeto que mistura a obra do artista uruguaio Fernando Velázquez com a visão da dupla brasileira. "Esses 40 televisores suspensos estão interligados às máquinas nas quais os visitantes poderão digitar palavras aleatoriamente. A partir dessas palavras, o programa vai buscar imagens no Flickr para compor um curta-metragem exclusivo, com direito à trilha sonora personalizada. É como se cada expectador fizesse o seu próprio filme", conclui Thomas.

Fotos Priscilla Vilariño
Monitores de LCD, tags e pictogramas da cultura pop fizeram parte da cenografia da 28ª edição do São Paulo Fashion Week

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS