- Anuncie
- Assine

 
 
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


DRAMA
Múltiplos olhares sobre Nova York
Diretores de origens e estilos diferentes filmam e declaram o amor pela metrópole

Fotos DIVULGAÇÃO
Natalie Portman dirige um segmento e atua em outro de Nova York, Eu te Amo

ASSIM COMO FOI FEITO com Paris, um projeto reúne diversos cineastas para filmar esquetes que têm Nova York como cenário. Mas nada de Woody Allen, Martin Scorcese ou Spike Lee. Os diretores de Nova York, Eu te Amo são, na maioria, jovens de diferentes origens, como o alemão de origem turca Fatih Akin, o paquistanês Shekar Kapur e a atriz americana nascida em Israel Natalie Portman.

Tal escolha é um espelho da multiplicidade étnica presente nas ruas dessa metrópole do mundo e esse tema é abordado em várias das histórias que se intercalam e se misturam. Os takes da cidade também não são óbvios. Não há imagens aéreas da Estátua da Liberdade ou o famoso skyline visto a partir da ponte do Brooklyn.

Como é comum nesse tipo de filme segmentado, o resultado é desigual e alguns episódios se perdem entre os outros, mas outros se destacam, como aquele estrelado por Ethan Hawke e o que reúne Julie Christie e Shia LaBeouf. A média geral, entretanto, é bem alta e faz jus à Nova York do século 21.

Marina Monzillo

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS