- Anuncie
- Assine

 
 
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Rui Ricardo Diaz
Ele é o cara
O ator fala sobre o trabalho em Lula, o Filho do Brasil, em que interpreta o protagonista. O filme, sobre a vida do presidente desde a infância até o início do envolvimento com o movimento sindical, entra em cartaz em 1º de janeiro:

Rui Ricardo Diaz diz que não se acha parecido com Lula

O que seus amigos acharam quando você contou que interpretaria o presidente?
Perguntaram quem foi o maluco que me chamou para fazer o Lula (risos). Eles não me achavam parecido com ele. Nem eu acho.

Por causa do filme, você passou a frequentar ambientes que exigem cerimoniais, com a presença de muitos políticos. Como tem sido isso?
Encontrar essas pessoas, ou mesmo o Lula, que é um cara por quem tenho a maior admiração, é tranquilo. Olho, cumprimento, espero o cerimonial dizer quando posso sentar (risos). Claro que é emocionante ver aquele cara. Mas nem lembro se cheguei a conversar com algum político.

Como foi seu encontro com o presidente depois de ele ter visto o filme?
Eu faço o Lula, mas, quando estou com ele, sou um entre muitos. Não tenho privilégios. Quando fui encontrá- lo, ele disse que adorou. Mas era muita gente para tirar fotos com ele, que estava realmente emocionado e não tinha o que falar. Ele merece que a história dele seja contada, também porque é um recorte da história do País, das pessoas que tiveram de migrar.

Como foi a composição do personagem?
Não sei imitar ninguém. Há muitos momentos trágicos no filme e eu precisava estar presente. E me emociono, mas não choro. Agora, como vou falar de um cara que, se você fala da mulher que morreu há anos, ele chora? O desafio era me emocionar, falar sem ser caricato. Assisti por dois meses a um material com imagens dele. E tive de encontrar o olhar do Lula.

(Classificação indicativa: a conferir) Aina Pinto

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS