- Anuncie
- Assine

 
 
 
Música // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


O rei da voz
Aos 78 anos, Cauby Peixoto lança disco em que interpreta músicas de Roberto Carlos

Cauby arrisca tons mais suaves em novo álbum

INDECISO ENTRE EDITAR seu esperado CD de inéditas (protelado há anos) ou o registro ao vivo do show no Maracanã, em que celebrou seus 50 anos de carreira, Roberto Carlos acabou sem lançar disco neste Natal. Para os fãs do Rei, a alternativa é o CD Cauby Interpreta Roberto.

Pouco receptivo a projetos do gênero, Roberto autorizou somente a realização de dois songbooks com sua obra nos últimos 20 anos (o de Maria Bethânia em 1993 e um tributo de padre Marcelo Rossi ao seu cancioneiro religioso em 2001). Mas avalizou de imediato o projeto de Cauby, sugerindo a inclusão da canção "Olha" (1975) no lugar de "Você Não Sabe" (1983) e a mudança do título Cauby Canta Roberto por Cauby Interpreta Roberto.

Pequenas interferências à parte, Cauby canta - ou interpreta Roberto - à sua moda, mas com algumas ousadias estilísticas. Como transformar "Desabafo" (1979) em tango. E arriscar tons mais suaves - distantes do estilo habitualmente arrebatado de seu canto - para temas como "A Volta" (1966). Acima de padrões estéticos, Cauby Interpreta Roberto marca o encontro histórico de uma voz-símbolo da era de ouro do rádio brasileiro com o cancioneiro romântico do compositor que, já na era da tevê, soube reproduzir em sua obra as emoções e anseios populares. M.F.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS