- Anuncie
- Assine

 
 
 
Livros // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Detetive de ocasião
Luis Fernando Veríssimo cria turma de bêbados que resolve espionar uma misteriosa mulher

Fotos DIVULGAÇÃO
Os Espiões é o sexto romance do autor gaúcho

EM OS ESPIÕES (Alfaguara, 144 págs., R$ 31,90), nasce um daqueles protagonistas amargurados, tão clássicos nas tramas policiais. Mas por se tratar de uma história de Luis Fernando Verissimo, o personagem, um detetive de ocasião, também permeia sua narrativa em primeira pessoa com muito humor e com observações astutas das situações e figuras ao seu redor.

Afinal, Verissimo é sempre Verissimo, mesmo trocando a crônica pelo romance e a editora Objetiva pela Alfaguara (que nem é uma mudança tão drástica assim, já que ambas pertencem ao mesmo grupo). Fã do autor britânico John Le Carré, o tal detetive é, na verdade, um editor de livros alcoólatra e frustrado pessoal e profissionalmente.

Com a ajuda de amigos do bar, tão perdidos quanto ele próprio, resolve encontrar a misteriosa Ariadne, uma mulher de escrita sofrível que manda manuscritos e ameaças de suicídio para a editora na qual ele trabalha. Este é o sexto romance do escritor gaúcho que já criou o célebre e querido detetive Ed Mort, mas consegue um novo viés dentro do gênero com seu grupo de espiões.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS