- Anuncie
- Assine

 
 
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


A nova onda de Rodrigo
Depois de um ano de muito trabalho e sucesso profissional, Rodrigo Lombardi conta que descobriu a paixão pelo golfe e está curtindo a mulher e o filho, com quem passou 12 dias na Disney (EUA)

Marina Monzillo fotos Rodrigo Schimidt/Ag. IstoÉ

"É o primeiro trabalho que posso dedicar inteiramente ao meu filho", diz o ator sobre a dublagem que faz no filme A Princesa e o Sapo

Depois de cinco anos de trabalho ininterrupto, emendando uma novela atrás da outra, e do sucesso como protagonista de Caminho das Índias, Rodrigo Lombardi, 33 anos, finalmente tirou férias. "No começo, ficava em casa e pensava: 'o que eu faço agora? Vou para a sala? Vou para a cozinha?' Aos poucos, voltei à rotina normal, aos livros que não li, aos filmes que não vi, aos lugares que não fui durante um tempo por causa da novela", conta ele.

O ator também tem curtido a companhia da mulher, Betty Baumgarten, e do filho, Rafael. "Minha vida pessoal tinha sido posta um pouco de lado, mas sabia que era uma fase que tinha data para acabar. Estou sendo apresentado propriamente ao meu filho, agora", explica Rodrigo, que acaba de retornar de 12 dias de passeio pelos parques da Disney, na Florida (EUA), com a família. Durante a viagem, o filho ficou embasbacado ao assistir à parada do Mickey e dos outros personagens, e o pai se esbaldou praticando sua mais nova paixão, o golfe.

"Tenho jogado muito, quatro vezes por semana no mínimo, é um vício, impressionante!", diz Rodrigo. De volta ao Brasil, o ator gradualmente retorna à labuta. Já está fazendo testes no Projac para encarnar Mauro, seu próximo personagem, na trama de Silvio de Abreu que substituirá Viver a Vida e que começa a ser gravada em janeiro.

Passou, ainda, dois dias em estúdio dublando o príncipe Naveen do filme A Princesa e o Sapo, previsto para estrear na sexta-feira 11. "É o primeiro trabalho que posso dedicar inteiramente ao meu filho, que vai fazer 2 anos em janeiro. Durante a novela, ele, da cozinha, reconhecia a minha voz na tevê que estava ligada na sala e dizia: 'papai'".

O gosto de Rodrigo pela psicologia infantil, um tema que faz parte de suas leituras, também o motivou a participar da animação. "sou apaixonado por contos de fadas", confessa. Tal ligação com o universo das crianças, porém, não oculta o projeto de um novo rebento para o ano que vem, garante o galã. "este foi um ano de vitória e 2010 será de parcimônia. sabe aquela história: quem nunca comeu melado, quando come se lambuza? então, vou com calma.

Quero respirar, curtir meu filhote, me dar pra ele, para a minha esposa, para os amigos e para a família. Tenho de ter esse tempinho", analisa Rodrigo que, além de estrelar o folhetim das oito, em breve vai subir aos palcos ao lado de Fúlvio stefanini para encenar a peça A Grande Volta, última tradução de paulo autran. Um terceiro e ousado projeto é adaptar e dirigir contos de Tchecov no cinema.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS