- Anuncie
- Assine

 
 
 
Teatro // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Debora Duarte
Tragédia aos 60 anos
A atriz escolheu uma personagem trágica para comemorar seus 60 anos, no próximo dia 2 de janeiro. Guta Mello Santos, de Adorável Desgraçada, monólogo de Leilah Assumpção, é uma mulher reprimida e pouco valorizada que atravessa um momento extremo na vida

DIVULGAÇÃO
A atriz estará na próxima novela das 19h da Globo, Tempos Modernos

Quais as características que mais a sensibilizam no texto de Leilah Assumpção?
O texto fala sobre delicadeza e generosidade numa época em que somos levados a construir uma casca grossa para sobreviver num cotidiano bárbaro. Guta é uma personagem engraçada e, ao mesmo tempo, trágica. Estou adorando fazer esse monólogo. A qualidade do meu amor melhorou por causa da minha idade e experiência.

Você acha que ainda existem mulheres reprimidas como Guta?
Acho que sim. Acredito que um trabalho e um salário melhores não seriam suficientes para curar as feridas femininas da sua alma.

De que maneira as concepções do cenário, que recorta o apartamento de Guta, e do som, formado por ruídos discretos, influenciam no seu trabalho?
Os dois influenciam bastante. O som não é melódico. Não facilita a emoção do ator. É mais árido. Já Bia Lessa criou uma cenografia muito interessante, que aprisiona Guta numa espécie de gaiola.

Em muitos momentos, você atua separada do público por duas paredes de fios transparentes. Temeu essa distância?
Quando vi as paredes pela primeira vez, achei que me preocuparia com isto. Mas fui me acostumando e hoje sinto que esse pequeno distanciamento ajuda o espetáculo.

Você está gravando a próxima novela das 19h da Globo, Tempos modernos. Fale um pouco sobre sua personagem:
O nome dela é Tertuliana. Está inserida no núcleo principal da trama. Trabalha numa família. É mais do que uma governanta porque criou as filhas depois que a mãe morreu. (14 anos) Daniel Schenker Wajnberg

Centro Cultural Solar de Botafogo - r. General Polidoro, 180, Rio, tel. (21) 2543-5411. Até 20/12.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS