- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


O outro show de Madonna
A popstar encanta moradores de favela carioca, convence empresários a doar milhões de dólares para sua ONG e, de quebra, é apresentada à mãe do namorado, Jesus Luz

Luciana Azevedo e Renata Mendonça colaborou Macedo Rodrigues

Felipe Panfili/ Ag. News
Felipe Panfili/ Ag. News

Outro almoço, desta vez em São Paulo, na quinta-feira 12, fez a rainha do pop conquistar mais fãs - e novos apoiadores da sua causa. Foi no restaurante do Hotel Fasano, nos Jardins, de onde o anfitrião, o banqueiro Luís Octávio Índio da Costa, saiu impressionado (leia o box na página 25). Após um batepapo sobre assuntos diversos, Madonna seguiu com Índio da Costa e mais um grupo de empresários para uma das suítes do hotel, onde apresentou o projeto com a mesma paixão com que fizera em Santa Teresa. A diferença, talvez, tenha sido a descontração. Madonna aprendera um palavrão em português (cara***) e o repetia sem saber do que se tratava. Advertida por um dos empresários paulistanos presentes, que explicou o significado da palavra, ela gargalhou. E disparou a falar a tal palavra sem qualquer pudor.

Lágrimas e milhões de dólares
O grande momento da visita de Madonna, porém, aconteceu na noite de quinta-feira, no jantar oferecido pelo bilionário Eike Batista na mansão do empresário, no Jardim Botânico. Na lista de convidados, apenas 12 pessoas, entre eles os apresentadores Luciano Huck e Angélica, o governador Sérgio Cabral e Adriana Anselmo, e o prefeito Eduardo Paes com sua mulher, Cristine Paes. Às 21h22, sete batedores da polícia militar abriram caminho para a rainha do pop passar. Em duas horas de jantar, Madonna pouco comeu, mas mostrou apetite ao "vender" sua ON G. Mais do que determinação, sobrou emoção. E a cantora chorou. Foi o suficiente para Eike Batista "assinar o cheque". "Madonna, você merece todo o meu apoio, a partir de amanhã estarão disponíveis US$ 7 milhões", disse o empresário, também com os olhos marejados após a exibição do projeto. A popstar, então, baixou a cabeça e começou a chorar compulsivamente. Em seguida, abraçou fortemente o empresário e fez um discurso rápido, onde falou de seu amor pelo País.

<< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS