- Anuncie
- Assine

 
 
 
Televisão // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Marcos Palmeira
"Meu personagem tem conteúdo"
O ator, que é protagonista de Cama de Gato, diz que já pensou em deixar a profissão

Há tempos Marcos Palmeira não se empolgava tanto com um papel na tevê. Ao ler a sinopse de Cama de Gato, ele se encantou pelo personagem Gustavo e, de quebra, está sendo comandado pela mulher, Amora Mautner, diretora-geral da nova novela das seis da Globo.

De que modo Amora o convenceu a fazer Cama de Gato?
Ela foi esperta, sutil. Chegou em casa e falou: olha que sinopse interessante. Comecei a ler e disse: "interessantíssimo! Uma história dessa não aparece para eu fazer." Mas falei brincando, e ela contou que o Ricardo Waddington (diretor de núcleo da novela) havia mandado a sinopse para mim. Me apaixonei de cara pelo conceito. Acho que o meu personagem tem história, conteúdo.

Como é seu personagem?
Ele tem o pavio curto. É um cara mau-humorado. Existem vários "Gustavos" por aí. Na Globo, então, tem muitos.

Já pensou em deixar a profissão de ator?
Já pensei, sim. Apresento na TV Cultura um programa que adoro, o Auê, sobre os índios do Brasil. Mas amo o que faço e sinto que isso ainda é mais forte, senão essa sinopse não me pegava de jeito.

E como é trabalhar com Amora?
É ótimo. Ela é uma grande diretora. Tem uma preocupação com a estética muito grande, é detalhista e os atores gostam de trabalhar com ela. Conversamos bastante em casa. Dou muito palpite.

Luciana Azevedo

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS