- Anuncie
- Assine

 
 
 
Moda // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Elas fazem a Hermès
Pascale Mussard e Beatriz Gonzalez: duas mulheres por trás do nome e algumas histórias da marca, que traduz exclusividade no mundo e que acaba de chegar ao Brasil

Silviane Neno

fotos Murillo Constantino/ Ag. IstoÉ
Pascale Mussard e Beatriz Gonzalez vieram pela primeira vez a São Paulo, para a inauguração da loja brasileira da marca
fotos Murillo Constantino/ Ag. IstoÉ

Por pouco elas não se encontraram. Há três semanas, a cantora Jane Birkin aterrissou em São Paulo para duas apresentações ao lado de Caetano Veloso e da orquestra Imperial, em um show em homenagem a Serge Gainsburg – ex marido da inglesa, e ícone irreverente da música francesa e de toda uma geração nos anos 70. Jane alçou voo de volta à Europa pouco antes da chegada de Pascale Mussard, diretora artística da Hermès e herdeira da sexta geração de Thierry Hermès, o fundador da Maison, sinônimo de luxo e exclusividade em todo o globo. Pascale desembarcou no Brasil para descortinar o tecido laranja que cobria os tapumes da primeira loja brasileira da marca, no Shopping Cidade Jardim. Com ela estavam o presidente da grife, Patrick Thomas, e Beatriz Gonzalez Cristobal, diretora- geral da Hermès Latin America. Jane foi embora sem saber que dali a poucos dias poderia ver a bolsa que leva seu nome exposta, pela primeira vez, numa vitrine genuinamente brasileira.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS