- Anuncie
- Assine

 
 
 
Música // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


A evolução do Arctic Monkeys
Quarteto britânico volta com rock mais soturno em terceiro disco

A banda Arctic Monkeys está lançando o CD Humbug

ESQUEÇA AQUELE Arctic Monkeys incendiário que conquistou o mundo pop em 2006 com o álbum Whatever People Say I Am, That's What I'm Not. Guiado pela produção de Josh Homme, do Queens of the Stone Age, o quarteto britânico experimenta tons mais soturnos em seu terceiro álbum. Humbug é pautado por climas e camadas de som que roçam até a psicodelia. "Cornerstone" é o momento mais pop do disco.

Apesar de baladas eventualmente arrastadas como "Dance Little Liar", o CD é bom e mostra que o Arctic Monkeys está em movimento, sem a preocupação de se prender à incendiária energia juvenil de seu álbum de estreia. Humbug soa coerente com a evolução já sinalizada no antecessor Favourite Worst Nightmare (2007).
M.F.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS