- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Making of
Beleza roubada
A atriz Giselle Itié conta os segredos que a fazem ficar irreconhecível na pele da protagonista da novela Bela, a Feia

Renata Mendonça fotos Daniela Darcoso/Ag.IstoÉ

Silvester Stallone dirigiu Giselle Itiê no filme inédito Os Mercenários e se encantou com a beleza da brasileira
Em Bela, a Feia, a atriz esconde seus atributos: "Quando meu namorado me viu, deu uns três passos pra trás", diverte-se

Giselle Itié chega aos estúdios da Record, em Vargem Grande, no Rio, com passos apressados. Cabelos displicentemente presos em um coque, roupa confortável e óculos escuros, ela logo se tranca na sala de maquiagem. Seu make-up é feito em 45 minutos e ela sai da sala irreconhecível, na pele de Bela, personagem que vive em Bela, a Feia.

Pouco se reconhece da atriz que mexeu com o imaginário masculino ao viver uma descendente de espanhóis na novela Esperança e, mais recentemente, encantou Silvester Stallone a ponto de ser convidada por ele para encarnar a guerrilheira Sandra no longa-metragem Os Mercenários, em fase de finalização.

Para se transformar na desajeitada personagem, baseada no folhetim colombiano Yo Soy Betty, la Fea, de Fernando Gaitán, ela teve que passar por uma verdadeira desconstrução de beleza. A maquiagem foi feita a partir de vários testes com o visagista Márcio Farache, com direito a olheiras e sobrancelhas despenteadas.

O visual é incrementado com próteses dentárias que simulam um aparelho fixo e óculos de aros vermelhos e grossos. "É quase uma volta ao passado. Usei aparelho por sete anos", relembra a atriz, que em cena passa do manequim 38 para o 44 com auxílio de um enchimento que pesa 1,5 kg. Os seios dela, já naturalmente volumosos, ficam maiores com o uso de dois sutiãs com silicones.

O figurino, concebido por Mariana Baffa, privilegia o uso descoordenado de roupas coloridas e grifes famosas, mas o item preferido de Giselle no guarda-roupa de Bela são os tênis. Com o calçado, ela se sente confortável e não sofre tanto com a má postura da personagem.

"A Bela anda com os ombros projetados para frente. Imagina se eu tivesse que usar salto? Ia cair a toda hora", diverte-se a atriz, que também adora a tiara de veludo com laço à la Branca de Neve. Inspirada nas outras versões da novela, em especial a americana, Ugly Betty, Giselle vem incorporando alguns trejeitos de Bela. "Fui a um casamento com o meu namorado (o norte-americano Kevin Tang) e ele me apresentou para um casal.

Dei um tchauzinho desengonçado e foi um mico", diverte-se a atriz que só deve aparecer bonita em cena novamente no último capítulo da novela, ainda sem data prevista para ir ao ar.

Foi difícil se desprender da vaidade para viver a Bela?
Estou adorando viver essa desconstrução total. Foi muito estranho me ver no espelho pela primeira vez, mas deu vontade de gravar logo. É muito bom poder ouvir as pessoas falando: 'Ah, até que ela é bonitinha, tão simpática, tão fofa...'

Já se sentiu feia alguma vez na vida?
Sim, dos 9 aos 13 anos. Usei aparelho por sete anos e sempre fui muito grandalhona, esbarrava nas coisas. Era sempre a mais alta do balé, que eu só fazia porque o meu pai queria. E já tinha um peito que cresceu muito e a barriguinha continuava de criança... Olhava no espelho e perguntava: quem sou eu?

E qual é a sensação de usar manequim 44?
Assusta quando vejo o "tailleurzinho" dela que é enorme. Estou me divertindo bastante. O que pesa muito é o peito. Não pensava em pôr silicone e agora, então, menos ainda. Quando era mais nova até pensei em diminuir porque doíam as minhas costas.

O que o seu namorado está achando do seu novo visual?
Ele chegou um dia na gravação e quando me viu deu uns três passos pra trás. Mas ele está adorando. É melhor ver a mulher assim do que linda, de decote e beijando quatro (risos). Estamos muito bem, graças a Deus.

Tem tido tempo para a sua própria vaidade?
Estou me sentindo a pessoa mais fora de tudo. Quando tenho um dia sem gravação fico olhando para a parede e a cachorrinha me lambendo o rosto (risos). Estou tão envolvida com o trabalho que a organização da minha casa está uma loucura. Minha alimentação também. Na hora do lanche, penso que posso comer à vontade, porque se engordar vai ser até bom para o personagem.

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS