- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Música e perfume
DJ Zé Pedro fala com exclusividade sobre seu mais novo álbum, Essa Moça Tá Diferente, que traz remixes de cantoras como Maysa, Ângela Rô Rô e Nara Leão

Quem vai aparecer nos agradecimentos?
É um grande momento para mim a hora de escrever os agradecimentos. É o eterno retorno: dar e receber amor.

Quando será lançado oficialmente?
Fizemos dois lançamentos oficiais em São Paulo, em julho. Um no restaurante Dalva e Dito e outro no Sesc Pompeia com a apresentação ao vivo de algumas cantoras como Ângela Rô Rô, Fernanda Takai, Célia e Maria Alcina. Agora, no dia 6 de agosto, será no Vivo Rio com dez cantoras entre elas, Zélia Duncan, Mart'nalia, Leila Pinheiro, Preta Gil e até Claudia Jimenez que me pediu para cantar um remix.

Qual é a gravadora? Onde as pessoas vão encontrar o CD para comprar?
A gravadora é a Lua Music. O CD pode ser encontrado em todas as lojas ou pelo site www.luamusic.com.br.

No último desfile de André Lima, você misturou Maria Bethânia com beats eletrônicos, sua marca registrada. Onde nasceu esse estilo?
Essa historia começou em 1996 com Giovanni Bianco e Paulo Borges que me estimularam a misturar a música brasileira com beats eletrônicos por saberem da minha informação sobre esse assunto. Foi um desfile da Forum, no Sesc Pompeia. E no meu primeiro encontro com André Lima descobrimos nossa afinidade: Maria Bethânia e Fafá de Belém. Já fizemos loucuras com essas duas cantoras em seus desfiles.

Se você fosse a Maria Bethânia, qual seria a sua frase ao ouvir a música remixada?
Repito a frase que ela mesma me disse na época: "Me achei sensual".

Onde você tem discotecado recentemente?
Tenho uma residência fixa no Clube Royal aos sábados, aqui em São Paulo, que eu adoro, e toco pelo Brasil inteiro.

Aponte os acontecimentos mais marcantes de sua vida. Quando, onde, como, por que e quem?

1. Conhecer Maria Bethânia aos 7 anos de idade no camarim do Teatro da Praia, no Rio de Janeiro

2. Virar DJ em 1990 no Rio de Janeiro por caso, substituindo um amigo, depois ter sido caixa de banco e fazer Faculdade de Direito

3. Ser descoberto por Paulo Borges em 1996 e ter começado a fazer trilhas para desfiles

4. Ter trabalhado na televisão ao lado de Adriane Galisteu por quatro anos. Uma escola para sempre

5. O lançamento do livro Meus Discos e Nada Mais com um inventário de 155 discos da MPB que se misturam com a história da minha vida.

6. Fazer esse disco Essa Moça Tá Diferente que sintetiza o meu trabalho hoje como DJ

 

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS