- Anuncie
- Assine

 
 
 
Música // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


A Pin-up Pitty
A roqueira baiana assume seu lado mais vaidoso no novo videoclipe "Me Adora", conta que o relacionamento com Daniel, do NX Zero, é sério - mas descarta casamento -, e diz que sempre pensou em ter filhos

Gabriel Debia fotos Samir Baptista/Ag.IstoÉ

Pitty em ação no videoclipe "Me Adora", gravado em São Paulo. Acima, entre seus companheiros de banda: Martin, Duda e Joe

No andar superior da mansão no bairro paulistano da Bela Vista, Pitty finalizava a caprichada maquiagem para a festa que aconteceria logo mais. O baixista Joe, o baterista Duda e o guitarrista Martin aguardavam, pacientemente, a estrela e o aval do diretor Ricardo Spencer para iniciar a gravação no novo clipe "Me Adora". "Hoje estou mais aberta a mudanças, muito diferente da fase da adolescência, quando se tem medo de usar uma roupa ou um cabelo diferente. São coisas superficiais, mas refletem de alguma forma minha segurança e características internas", explica a cantora, que no momento, mais do que nunca, flerta com o estilo pin-up da lendária Bettie Page, com direito a batom vermelho, muito lápis nos olhos e charmosos vestidos. "Continuo com um estilo mais largado, mas me maquio muito mais.

O resultado é esse contraste meio doido", compara a estrela do videoclipe, que em agosto lança o novo CD Chiaroscuro. Há quatro anos sem gravar músicas inéditas, a baiana, de 31 anos, diz que a mudança no visual e também em seu som é reflexo da maturidade que construiu nos últimos anos. O namoro com Daniel Weksler, baterista do NX Zero, e os amigos de sua banda, que considera sua família postiça quando está em São Paulo, foram importantes para a nova fase. "São pessoas que eu conviveria e amaria mesmo se a gente não trabalhasse junto", conta.

O que chama a atenção é a estreita relação com o baterista Duda, de quem já foi namorada. "O recomeço, depois que terminamos, não foi fácil. Levou muito tempo para a gente se estabilizar e hoje ter a tranquilidade de sair, trabalhar junto, e o principal, poder contar um com o outro", enumera. Para o novo álbum, o primeiro passo de Pitty foi resgatar livros e anotações espalhados pelo apartamento paulistano que divide com o namorado.

"Nesse período tive milhares de cadernos espalhados em minha vida, 500 em casa, 500 na bolsa, e dessa colcha de retalhos costuramos nosso novo trabalho", conta ela. Ao contrário da maioria dos casais que dividem o mesmo teto, Pitty e Daniel passam os fins de semana separados porque entram em ônibus de turnês e seguem para seus respectivos shows. "É bom se ver pouco, pois você aproveita mais os momentos a dois. Outro lado bom é fugir da rotina", conta ela. Casamento faria parte dos planos dessa roqueira? Nem pensar.

"A gente já vive um relacionamento sério, afinal de contas o que é o casamento? Definitivamente não é um papel." Já sobre maternidade, Pitty diz que a vontade não se apagou com o difícil episódio do aborto espontâneo que sofreu em maio de 2008. "É uma experiência horrível, que só as mulheres podem entender. Mas passa, sempre passou e passará em minha cabeça a ideia de ter filhos, mas na hora que tiver que ser", diz Pitty, antes de assumir os vocais de "Me Adora".

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS