- Anuncie
- Assine

 
 
 
Entrevista // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Encontro
MIRO por Adriane Galisteu
Numa brincadeira com a apresentadora, um dos mais consagrados fotógrafos brasileiros posou para fotos e falou sobre sua carreira e família

Bianca Zaramella

Isso pode ser uma benesse, porque tem gente que fala tantas besteiras que é melhor nem ouvir. Mas como isso aconteceu?
O médico acha que é hereditário.

A fotografia te relaxa ou te estressa?
Ela me faz bem. Eu sempre achei que depois dos 50 minha vida iria mudar. Talvez por isso eu fiz tudo o que tinha que fazer, mudança na aparência, reforma no estúdio.

Você tem hábitos? Eu sempre te vejo de camisa xadrez...
Eu gosto de camisas variadas. Eu tive bastante, atualmente tenho umas cinco ou seis. Essa daqui, ganhei. Eu sempre gostei de camisa, já sapato eu nunca dei bola. Agora que estou me ligando mais em calças.

Você pratica algum esporte?
Eu nadava quando morava no interior. A minha altura se deve à isso, senão eu seria bem mais baixo.

Eu soube que você tinha o hábito de caminhar...
Eu gostava de caminhar à noite, pelo centro de São Paulo, mas agora eu parei

E agora, com 60 anos e hábitos novos, também vai parar de fumar?
Olha, o dentista me pediu, por favor, para parar.

Nós temos grandes mulheres fotógrafas, mas são minoria. Você sabe dizer o por quê?
Acho que é uma coincidência. Mas as que existem são grandes profissionais. Annie Leibovitz, Sarah Moon

Você tem alguma restrição, como não fotografar homem, mulher, criança ou objeto?
Uma coisa que eu lutei para fotografar foi carro.

Fotógrafo sempre teve fama de "comedor". Isso é verdade?
(pausa) Não, mentira não era. Cada um é de um jeito...

Você já foi um "comedor" desenfreado?
Não (risos).

Você teve muitas mulheres?
Pouquíssimas.

Eu vi o livro Máscara em seu camarim, em que você está na capa bem jovem, e também tem fotos de modelos novinhas, como a Gisele (Bündchen). Você imaginava que ela iria virar esse fenômeno mundial? O que ela tem que outras mulheres não têm?
O jeito dela era diferente, era completamente extrovertida, moleca. Enquanto não estava sendo fotografada, falava com os assistentes. Acho que a palavra exata é que ela era espontânea.

Além de ser uma mulher bela...
Você acha?

Acho ela estupenda, uma figura.
Ela se transforma. Quando eu fiz Vogue com ela, foi a primeira RG Vogue que tinha um publieditorial. Daí, ela pediu para eu fazer uma foto dela com a mãe, no hotel, que é linda. Aliás, a mãe é mais bonita do que ela.
A Gisele, eu acho, é uma menina que quando vai para a frente da câmera se transforma.

Isso se aprende ou não?
Isso é um dom, nasce.

Fotografia dá para ensinar?
Não.

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS