- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Polêmica
Audiência adiada
Enquanto a Justiça não decide sobre a guarda definitiva dos filhos de Michael Jackson, as crianças vão à igreja e La Toya Jackson, irmã do cantor, afirma que ele foi assassinado

THE GROSBY GROUP
Na terça-feira 14, Paris (na foto) e os irmãos foram a uma igreja de Testemunhas de Jeová com a ex-babá e dois tios

LA TOYA JACKSON diz que o irmão Michael foi assassinado. "Ele vale mais de um bilhão em patrimônio musical e alguém o matou por isso. Ele tinha mais valor morto do que vivo", declarou a jornais ingleses. Ela contou que, na autópsia feita a pedido da família, foram encontradas marcas de agulha no pescoço e nos braços de Michael.

O Los Angeles Times publicou que as investigações estão longe do fim e que é pouco provável que terminem em acusação de homicídio. Ian Halperin, biógrafo do cantor, diz o contrário. Ele contou em entrevista ao The Mail que um inquérito será aberto contra dois médicos por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

As acusações são relacionadas à prescrição de remédios fortes para uso doméstico. Uma terceira pessoa, que levaria as drogas até a casa do cantor, também seria acusada. De acordo com o advogado ouvido pelo LA Times, isso só ocorrerá se ficar provado o uso dessas drogas pelo cantor. O site TMZ aponta que as investigações estão focadas em Conrad Murray, médico particular de Michael, e Arnold Klein, dermatologista.

Filhos

A audiência sobre a guarda de Prince, Paris e Prince II, foi adiada para 3 de agosto. Existe a chance de Arnold Klein, dermatologista de Michael e possível doador do esperma para a concepção dos dois filhos mais velhos, entrar na disputa. As crianças estão sob custódia da avó, Katherine, nomeada pelo artista em testamento a responsável pelas crianças.

Ela e Debbie Rowe, mãe de Prince e Paris, tentam entrar num acordo sobre direitos e visitas. Na terça-feira 14, os três foram a uma igreja das Testemunhas de Jeová - religião de Michael quando criança - junto com a ex-babá, Grace Rwaramba, e dois tios.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS