- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Café da manhã em Plutão
Casal mais bem-sucedido da moda brasileira, a dupla Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço segue à risca a mesma fórmula infalível há décadas em suas coleções: transformar conceito em moda; converter poesia em desejo de consumo

GLORIA COELHO VERÃO 2010

"É uma mistura de constelações, nebulosas, planetas, satélites. E pokémons"

Com Gloria Coelho é sempre assim: seus desfiles têm horário para começar sob a regência dos astros. agendada para as 12h45 do domingo, dia 21 de junho, a apresentação não atrasou - e nem poderia atrasar - um segundo sequer. "no universo, as coisas acontecem quando elas têm que acontecer. na minha vida eu levo isso muito a sério, respeito o humor do universo. É nesse horário porque não poderia ser em qualquer outro. somos todos pó de estrelas. simples assim", me explicou horas antes do desfile. não por acaso, o tema dessa coleção que você vê aqui é o Universo como um todo, as nebulosas, os planetas, os satélites. e os pokémons. "adoro desenhos animados", brinca a estilista.

A galáxia de Gloria se desdobra em formas espaciais, numa atmosfera de ficção científica que é reforçada por uma trilha sonora dramática, imponente. Das estrelas saem os recortes geométricos dos primeiros paletós acinturados, de ombros retos, combinados a calças que, de tão justas, mais pareciam leggings sofisticados. o corpo das modelos ganhou proporções futuristas através de aplicações de vinil e telas de náilon transparente. as formas arredondadas dos planetas deram origem a vestidos inflados, de organza; ou justos, com estrelas aplicadas e pelerines de seda.

Os eclipses foram traduzidos por bolinhas pretas e brancas de cetim prensado; os aneis dos planetas orbitavam o corpo em vestidos feitos de faixas onduladas de tecidos prateados. os sapatos formavam um mundo à parte. na apresentação, eles pareciam botinhas de astronauta, mas, na verdade, eram sandálias - com saltos semicirculares, e quatro pequenas bolas de borracha como plataforma - cobertas por capinhas de neoprene. mais planetas e órbitas, é claro. na viagem sideral de Gloria Coelho, descobrimos novas fronteiras para a moda, o apuro técnico e a imaginação.

 

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS