- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Os próximos capítulos de Flávia
A estrela planeja engravidar no fim das gravações de Caras & Bocas, diz que é um desejo dela e da família e só um superconvite para os palcos mudaria os planos

Macedo Rodrigues Fotos e beleza Alê de Souza / Officecomm

Na internet sempre circulam fotos do seu ensaio para uma revista masculina. Como você trabalha isso com a Giulia?

Não me incomoda nem um pouco. Só quando é usado de forma indevida. Mas aí eu aciono judicialmente e já tenho processos correndo por uso indevido da minha imagem. Mas não acho que tenha de preparar a Giulia para isso. O nu é a coisa mais sagrada e pura que existe. A gente é que coloca malícia. Não vejo problema algum de os amigos dela verem as fotos quando forem maiores de idade. Não acho o nu nem feio nem pecaminoso.

Arriscaria dizer que chegou onde chegou porque enfrentou muitos obstáculos no início?

O meu caminho foi árduo e seria difícil eu me deslumbrar, porque demorou muito tempo para eu me firmar e ter reconhecimento. Meu caminho foi duro e longo, mas não acho que tenha que ser. Não sou dessa filosofia de que as coisas só se realizam com sacrifício. Eu peço muito a Deus que, de agora em diante, seja todo o resto tranquilinho, que ainda assim eu darei valor. Não preciso passar por provação para fazer jus, sabe?

Aos olhos dos fãs, sua vida parece um mar de rosas. É bonita, bem-sucedida, bem-casada e mãe zelosa. Como você constrói a sua felicidade?

Eu sou superfeliz. Não tenho do que me queixar, do que reclamar. Com minha família, minha filhota, meu maridão, minha profissão, todos com saúde, meus pais vivos com saúde, meus irmãos, todos os meus queridos próximos, vou reclamar de quê? Tem as coisas do dia a dia e vi tragédias próximas acontecerem, mas me considero abençoada com tudo o que tenho, com tudo que Deus me deu. As pessoas, hoje, não têm saco para as relações, mas são essas coisas simples que nos faz felizes. Não são palácios, nem joias. O que faz a gente feliz é a base, a família, os amigos, os queridos, todos com saúde. O resto a gente vai adaptando, levando, se esquivando... Vejo um bando de gente abençoada reclamando da vida. Caramba, vai ser feliz. Pôxa, vai viver!

Apesar da fama e da rotina de gravações, você consegue ser mãe, esposa e filha? Gosta de cozinhar, cuida de flores, quantas vezes fala com seus pais na semana?

Gosto de tudo isso. Gosto de cozinhar, gosto de flores. Quinta e sexta-feira são os dias de mudar as flores que enfeitam a casa para o fim de semana. Toda a minha família mora aqui perto, meus pais e meus irmãos. A gente se vê pelo menos duas vezes por semana. Minhas sobrinhas também sempre me visitam. Minha irmã tem três meninas e meu irmão tem uma menina. A gente só faz mulher, são cinco peruinhas.

Em sua última entrevista, você disse que tem tido pouco tempo para ficar com o Otaviano. Falta tempo para namorar?

Não, a gente pega as noitinhas e namora em casa. Hoje à noite mesmo vamos estar juntos. Enfim, a gente encontra momentos, não precisa sair para namorar. Adoro estar em casa e é o que a gente faz muito. Toma um vinhozinho, assiste a um filme, come um queijo e namoramos. Sempre sobra um tempinho pra gente aproveitar.

Sua vida sexual, ao longo desses 35 anos, está melhor?

Eu considero que está melhor sim, porque melhora a nossa informação, melhora a nossa liberdade, acho que tudo melhora com o passar do tempo. O que sei é que hoje tenho mais noção e consciência dos meus desejos, das minhas vontades. Então, acho que o sexo fica favorecido. A gente se conhece mais e melhor o que é muito importante para a mulher, esse bicho tão misterioso e sem manual, inclusive para a gente.

Inclusive as escolhas e os parceiros?

Aí eu já não sei. Tem tanta gente que mesmo com idade faz cada escolha (risos)... Acho que a gente deveria saber discernir melhor, mas nem sempre isso é real. O amor e a paixão deixam a gente cega.

 

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS