- Anuncie
- Assine

 
 
 
Gastronomia // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


As férias de Amir Slama
Ao lado da mulher, Riva, e de alguns amigos, o estilista e empresário curtiu em Mendoza, na Argentina, o primeiro fim de semana de descanso após entregar a direção criativa da Rosa Chá ao amigo Alexandre Herchcovitch

TEXTO Silviane Neno de Mendoza FOTOS Federico Soldati e Simone Monte

O empresário e sua mulher, Riva, curtem o primeiro im de semana depois de deixar a direção criativa da Rosa Chá

QUANDO O AVIÃO DECOLOU do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, Amir Slama, com a mulher, Riva, começava a viver o primeiro fim de semana de total relaxamento depois de um período de muito trabalho e importantes decisões. Ele acabara de entregar a direção criativa da Rosa Chá para o amigo Alexandre Herchcovitch e se despedia assim, definitivamente, da marca criada por ele há 21 anos. De bem com a vida, cheio de planos e tendo imensas montanhas como testemunha, Amir revelou: "Não pretendo deixar a moda, é só uma questão de tempo."

O tempo de fato, ajudou. Vamos ao fim de semana: o cenário, ao redor e ao alto, bem ao alto, é o da Cordilheira dos Andes. Mais embaixo, aos pés, brotam vinhedos. A casa de campo tem seis suítes. Não há ruídos, a não ser o da natureza. O tempo ali parou, na região de Mendonza, oeste da Argentina. A decoração é minimalista, supercool, com serviço impecável no melhor estilo "sinta-se em casa". É a única delicada imposição da Bodega Terrazas de Los Andes. O sacrifício? Experimentar algumas das novidades da vinícola, como o Terrazas Reserva Torrontes, com chegada ao Brasil prevista para novembro.

No canto à esq., Jan Milan degusta o Cheval Los Andes. Abaixo, Simone Monte clica a amiga Carla Daniel. No alto, Romeu Trussardi, Amir e Riva Slama acompanham as explicações do enólogo da Bodega. Na foto maior, Romeu e Adriana Trussardi vão a campo para a colheita de uvas. Na foto menor, Sonia Racy

Foram três dias de idílica maratona de degustações e harmonizações regadas a conversas e cavalgadas ritmadas pelo bom humor da turma. Nada escapava às lentes da fotógrafa da trupe, Simone Monte, ancorada numa máquina digital cor-de-rosa, o tom da viagem.

Romeu e Adriana Trussardi, donos da Trousseau e especialistas na equação "com quantos fios se faz um bom lençol", apenas bebericam, mas não resistiram ao clima e ao toque aveludado do Reserva Torrones.

A atriz Carla Daniel, única carioca do grupo, pela primeira vez incorporou a enóloga e seguiu à risca os rituais de harmonização do começo ao fim. Elegeu o Cheval Des Andes - uma feliz aliança entre Terrazas e Chatêau Cheval Blanc - o seu preferido. A mesma escolha do empresário Jan Milan. "Sem dúvida, é o melhor vinho da Argentina." É opinião de quem sabe. Todos os meses, o restauranter compra duas mil garrafas (cerca de 400 rótulos) para o seu Salvatore, em São Paulo.

Como encerrar dias tão agradáveis? O grand finale foi o jantar, no sábado à noite, no Cavas Wine Lodge, primeiro hotel de vinho da Argentina com a chancela da rigorosíssima rede Relais & Chateaux. Instalado em meio às parreiras, o lugar tem piscina individual em cada um dos 14 lofts e spas com banheiras para banhos regados a vinho. Luxo!

No domingo, logo cedo, o grupo se despediu da experiência. No avião, a caminho de São Paulo, o comentário era um só, e o tom, de nostalgia: os paladares pareciam já sentir saudades dos rótulos experimentados na Argentina e o espírito, do silêncio dos seus vinhedos.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS