- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Show
20 mulheres e um Rei
As travessuras de Hebe, o rubor de Roberto Carlos, a reverência de Claudia Leitte e todas as emoções que a televisão não mostrou por trás do histórico show Elas Cantam Roberto

Ana Carolina Soares e Bruno Deminco fotos Marcos Hermes/ Divulgação, Claudia Schembri/

Os 1.500 convidados que lotaram o Teatro Municipal ficaram encantados

Cada mulher, um estilo: Sandy foi de Rogério Figueiredo, Hebe com as rendas de Martha Medeiros e Ivete Sangalo escolheu Samuel Cirnansck. Daniela Mercury usou a grife NKStore, Wanderléa arrasou com um vintage e Claudia Leitte estava linda com Cavalli. Rosemary usou Cosh e Marina estava de Norma Kamali

Cláudia Leitte antes de entrar em cena. "Cada uma sentia-se como uma espécie de noiva do Roberto e aquele era o dia do casamento."
Wanderléa, Alcione, Fafá de Belém e Nana Caymmi dividiram um camarim. "As cantoras vinham nos visitar", disse a Ternurinha. Sandy passou lá Depois de maquiada por Ronaldo Pereira, Paula Toller bateu papo com Fernanda Abreu

Hebe Camargo estava em seu camarim na sala sete, segundo andar do Teatro Municipal de São Paulo, minutos depois das 18h da quarta-feira 26. Já penteada, a apresentadora foi uma das primeiras divas a chegar com um presente para Roberto Carlos: uma garrafa de Petrus, o lendário vinho francês que alcança a cifra de R$ 20 mil, duas taças e uma carta escrita por ela. A apresentadora queria retribuir o convite para fazer parte daquela noite histórica. Hebe foi uma das 20 divas que se apresentaram no espetáculo Elas Cantam Roberto, parte das comemorações dos 50 anos de carreira do cantor, que rendeu um especial da Rede Globo, e um CD e um DVD, que serão lançados em breve.

O Rei começou sua noite de gala com simplicidade. Com o tradicional jeans e camiseta azulcéu, foi o primeiro astro a chegar às 18h e atravessou a porta destinada aos artistas nos fundos do teatro. Chegou sem alardes e, acompanhado apenas por seu motorista caminhou tranquilo pela calçada do Centro de São Paulo.

Dentro do teatro, seguiu para a área reservada para ele, que ficava atrás do palco. Da família, estava a filha Ana Paula, que é casada com Paulinho Coelho, guitarrista da banda. Mas em seu camarim decorado com dois vasos de rosas brancas, Roberto ficou acompanhado apenas por Carminha, a secretária pessoal, e Neide de Paula, sua maquiadora desde os tempos da Jovem Guarda.

Foi ela quem deixou sua água pronta para o gargarejo antes de entrar em cena, checou cada prega do terno assinado por Ricardo Almeida, confeccionado para a ocasião, e o penteou. Seu visual tem chamado a atenção desde abril, quando exibiu um novo corte de cabelo no show em Cachoeiro de Itapemirim (ES) que marcou seu aniversário de 68 anos. Roberto, felizmente, perdeu a mania de aparar as próprias madeixas e tem frequentado um cabeleireiro. O "milagre" é visível: o novo corte deixou o cantor mais moderno. Mas o nome do "santo" é mantido em segredo.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS