- Anuncie
- Assine

 
 
 
Trajetória // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Um cara de sorte
O apresentador Otaviano Costa comemora a volta às novelas em Caras & Bocas, fala do casamento com Flávia Alessandra e diz que a relação com a enteada, Giulia, desacelerou seu desejo de ser pai

TEXTO RENATA MENDONÇA FOTOS RENATA XAVIER

"Descobri que, além de ser linda e companheira, a mulher com quem quero passar a minha vida inteira é uma ótima atriz", revela Otaviano, que não conhecia a carreira de Flávia no início da relação

Casado há três anos com a atriz Flávia Alessandra, o ator Otaviano Costa já perdeu as contas das vezes em que ouviu a frase: "Sortudo, hein?" O que muita gente não sabe, porém, é que a sorte também estava ao lado da atriz quando começou a namorar Ota, como é carinhosamente chamado na intimidade. Além de bonitão, o ator e apresentador faz o tipo apaixonado, fiel e não liga a mínima de ser lembrado como o "marido de Flávia". Seguro de seu relacionamento e de seu talento, Otaviano, que ganhou um papel em Caras & Bocas na qual a mulher é protagonista, diz que ninguém é obrigado a conhecer o seu trabalho e surpreende ao revelar que ele mesmo sabia pouco sobre Flávia, antes de começar o namoro. "Eu sabia que ela era atriz, mas não o seu passado artístico. Quando começamos a sair, fui procurar mais sobre o seu trabalho na internet", confessa. "Descobri que, além de ser linda e companheira, a mulher com quem quero passar a minha vida inteira é uma ótima atriz."

Assim como Flávia, Otaviano também tem uma longa trajetória. Aos 36 anos, completados na quarta-feira 13, ele já fez de tudo. Em 1989, saiu de Cuiabá (MT) e mudou-se para São Paulo para estudar e jogar vôlei profissionalmente. Com seu jeito irreverente, logo estreou como imitador e apresentador na rádio paulista Jovem Pan, onde também produzia programas de humor. O primeiro trabalho na tevê foi como ator na Escolinha do Golias, no SBT. Também participou da Casa da Angélica, na mesma emissora, e das Pegadinhas do Faustão, na Globo. "Já atuei bastante, mas passei muito tempo focado na carreira de apresentador", conta ele, que foi VJ da MTV e apresentou durante dois anos o programa O+, na Band.

"Desta vez, ela não me indicou, mas não me incomodaria se isso tivesse acontecido. Eu mesmo já a indiquei para diversos trabalhos que faço", sobre estar na mesma novela da mulher
PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS