- Anuncie
- Assine

 
 
 
Gastronomia // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Os Top 10 da Expovinis
Conheça duas listas dos espumantes, brancos e tintos que mais se destacaram na maior feira de vinhos da América Latina, a Expovinis

Fotos: DIVULGAÇÃO

O INGLÊS NICK HORNBY, autor do livro Alta Fidelidade, fez uma (boa) história romântica a partir de listas, com suas Top 5. Agora, na Expovinis, a maior feira de vinhos da América Latina, é a vez dos Top 10, a relação dos melhores rótulos servidos durante os três dias do evento que aconteceu na semana passada, em São Paulo. São duas listas, a dos melhores da feira e a dos melhores nacionais, cada uma com dez rótulos, que indicam os mais bem avaliados brancos, tintos, espumantes e vinhos de sobremesa, apresentados no evento e, em sua maioria, disponíveis no mercado brasileiro.

A relação dos dez melhores nacionais foi a novidade desta 13ª edição da Expovinis. Foram premiados quatro espumantes - Gheller Gold, Don Guerino brut, Cordelier brut e Casa Valduga Gran Reserva. O destaque, aponta Dirceu Vianna Júnior, primeiro brasileiro a conquistar o cobiçado título inglês de Master of Wine, foi a Casa Valduga. "O espumante tem um estilo na linha dos champanhes, com maior contato com as leveduras", diz Vianna. Nos brancos, venceram o Nubio Sauvignon Blanc 2008 e o Salton Virtude 2008, este elaborado com a uva Chardonnay. Nos tintos, os premiados foram o Quinta do Seival Castas Portuguesa 2006, da vinícola Miolo; o Salton Talento 2005 e dois da Quinta das Neves, vinícola de Santa Catarina, o Pinot Noir 2006 e o Cabernet Sauvingon 2006.

Na já tradicional premiação dos Top 10, dois nacionais voltam à lista - o Casa Valduga Gran Reserva, nos espumantes, e o Talento 2005, em melhor vinho nacional. Na categoria espumante importado, o vencedor foi o champanhe Pehu Simonet brut Selection Grand Cru. Nos brancos, venceram o Ventisquero Queulat Gran Reserva 2008 (categoria sauvignon blanc), o Morandé Terrarum Reserva 2007 (chardonnay) e o Josmeyer Les Pierrets Riesling 2001 (outras castas brancas). No rosé, ganhou o Cascaís 2008, do Chateau Ferry Lacombe. Nos tintos, além do Talento (tinto nacional), ganharam o Las Perdices Tinamú 2006 (tintos do novo mundo), e o alentejano Vinha Longa Reserva 2006 (tintos do velho mundo). O Justino's Madeira 10 anos foi o melhor na categoria vinhos doces ou fortificados.

Para montar as duas relações, 13 especialistas em vinhos, como o master of wine Vianna e Manoel Beato, sommelier do grupo Fasano, se reuniram no primeiro fim de semana de maio e avaliaram às cegas (sem saber a marca) quase 200 vinhos diferentes. Foram as garrafas enviadas pelas vinícolas presentes na feira - cada uma podia mandar até dois vinhos do que julgassem mais representativo em seu portfólio. As listas são uma boa relação para quem não foi uma das 17 mil pessoas que visitaram o evento e provaram estes (e outros rótulos) in loco.

Suzana Barelli diretora de redação da revista

Dica Gourmet
Lorena Calábria

"Gosto do Tanuki (r. Jericó, 287, São Paulo, tel: 11-3814-3760). Os sushimen são inventivos, mas sem desprezar a tradição da culinária japonesa"

Lorena Calábria, apresentadora do Dia Dia, da Band

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS