- Anuncie
- Assine

 
 
 
Televisão // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Ping-Pong Carlos Massa
Palavrão, não
A volta de Carlos Massa à televisão aconteceu na segunda-feira 4 com o Programa do Ratinho (segunda a sexta, às 17h30), no SBT. O apresentador alia dois formatos que já utilizou no passado: jornalismo polêmico e humor popularesco. Desta vez, porém, atua de maneira mais comedida, a pedido de Silvio Santos.

"É uma mistura de circo com hospício", explica Ratinho, sobre o novo programa

Como descreveria o novo programa?
É uma atração que mistura o formato da minha estreia na tevê, o 190 Urgente, na Gazeta, em 1996, com o Ratinho Livre, que foi ao ar pela Record em 1997, tinha boa audiência e era divertido. Ou seja, é um programa polêmico, mas com alegria, com auditório, bandas. O SBT nesse horário estava muito morno. Tinha telejornal às 7 da manhã, e depois só às 21h. O resultado ficou bem moderno, por conta da interatividade. Temos o Ratinho Online, um quadro que apresenta no ar o que nos mandam pela internet. E há um helicóptero que mostra o que está ocorrendo na cidade. Resumindo, é uma mistura de circo com hospício (risos).

O Silvio Santos fez exigências?
Não. Só disse que queria "um programa sem palavrão". Eu concordei.

Você ficou fora da televisão por um ano e meio. Sente mágoas?
Não fiquei com raiva do Silvio, pois consegui entender o lado dele, mas confesso que fiquei triste nos primeiros seis meses. Foi muito ruim. O jeito foi tocar os negócios que possuo, como as afiliadas do SBT no Paraná e as emissoras de rádio.

Qual foi seu passatempo nesse período?
Curti muito minhas netas. Foram férias boas. Não sou muito de viajar não. Sou é de pescar bastante, ir à fazenda que tenho no Pantanal. Você pesca bem ou só conta história de pescador? Pescar bem, não. Mas eu bebo bem! (risos). Gabriel Debia

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS