- Anuncie
- Assine

 
 
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Território Restrito
Ficção sobre imigrantes ilegais nos EUA mostra os dois lados do problema, mas discussão é rasa

Fotos: DIVULGAÇÃO
Alice Braga tem poucas cenas no longa estrelado por Harrison Ford

ALICE BRAGA É UMA IMIGRANTE MEXICANA, presa por trabalhar ilegalmente nos Estados Unidos. No caminho dela está o agente Max (Harrison Ford), que se comove com a garota: ela tem um filho e ninguém para cuidar dele. Esta história, que dá início a Território Livre, serve apenas para mostrar que, entre oficiais truculentos, há um de coração mole. Porque, depois disso, Alice some. Uma das explicações possíveis é que ela havia filmado mais cenas com Sean Penn, mas, como o ator pediu para sair da produção, as sequências de que ele participava foram cortadas e, consequentemente, as dela.

Isso é um exemplo de como as coisas funcionam mal no longa sobre imigrantes nos EUA pós-11 de Setembro. Na tentativa de ser Babel, com narrativa fragmentada - e com pessoas falando diversos idiomas - o filme não se arrisca nas mutáveis fronteiras do que é justo ou não. Há a intenção de mostrar os dois lados, com personagens sensíveis à situação dos ilegais e outros que só querem se livrar deles, mas a discussão é rasa. Tudo não passa de uma colagem de pedaços díspares, como a do menino coreano que se envolve com uma gangue e é salvo por um iraniano que já conseguiu sua cidadania. Não sem antes receber uma boa lição de moral, que, de maneira geral, define o filme. (Classificação Indicativa: a conferir) Aina Pinto

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS