- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


São Francisco!
No comando da grife Calvin Klein há seis anos, o brasileiro Francisco Costa reinventa a sensualidade da mulher com sua alfaiataria e minimalismo impecáveis

Fotos: FOTOSITE

NO DOMINGO 8, o mundo celebrou mais um Dia Internacional da Mulher. Me fez lembrar um clássico de Carlos Drummond de Andrade, o poema "Indagação", que faz várias perguntas sobre a mulher. "Como é seu corpo? Onde começa? Sem roupa, é ela mesma, só mulher?" Impossível não se lembrar dessas palavras ao ver o desfile de inverno 2009 da Calvin Klein, mais uma vez comandado por Francisco Costa. Para o estilista mineiro radicado em Nova York, o corpo da mulher não termina onde suas roupas começam: a sensualidade é reinventada através de formas geométricas, sóbrias, cores neutras. Desta vez, em oposição a sua coleção anterior, que foi quase totalmente branca, o inverno é quase totalmente black. O corpo e a roupa são um único objeto. "Porque dentro do vestido existem muitos outros vestidos e brancuras e engomados", como diria o poeta.

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS