- Anuncie
- Assine

 
 
 
Moda // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Londres
Cores fortes e um toque de rebeldia comemoram os 25 anos da semana de moda britânica

Texto Bianca Zaramella

SOUTHERN PRESS

Rica de talentos e experimentações, a semana de moda londrina driblou a crise mundial com cores e uma certa rebeldia para comemorar seus 25 anos de existência. Nessa temporada de inverno, vestidos opulentos e glamourosos deram lugar a um resgate das origens da moda inglesa repleta de militarismos, xadrez e cores sóbrias. Vivianne Westwood deu um toque de ironia ao colocar a atriz americana Pamela Anderson na passarela de sua Red Label e apresentar uma coleção inspirada no estilo descolado das garotas das escolas inglesas com seus maxicasacos e botas até os joelhos. A estilista britânica Luella também buscou referências do universo underground londrino. Na coleção, jaquetas e casaquetos repletos de botões e zíperes no melhor estilo militar com toques de brilho e dourado. Em contraponto à sobriedade, estilistas como a brasileira Daniella Helayel, da Issa, apostaram em tons supervibrantes e desenhos geométricos que fizeram sucesso no final dos anos 70.

A dupla Basso&Broke, formada pelo brasileiro Bruno Basso e pelo inglês Christopher Brooke, também apostou nas cores com seus vestidos de estampas digitais inspirados em figurinos da era vitoriana. Luxo acessível com o glamour na medida certa como pede o momento.

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS