- Anuncie
- Assine

 
 
 
Livros // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Cidadezinhas
Em seu último livro, John Updike retomou questões como o adultério e a ascensão social

O escritor americano John Updike morreu em 27 de janeiro, aos 76 anos

O ESCRITOR John Updike, que morreu na terça-feira 27, aos 76 anos, retornou ao tema das questões morais e sociais do americano médio em seu último livro publicado, Cidadezinhas (Companhia das Letras, 361 págs, R$ 55).

O personagem principal, Owen Mackenzie, lembra em muito o velho Harry Angstron, o Coelho de um de seus livros mais famosos, em meio à ascensão social, adultérios e questionamentos existenciais.

Updike foi um escritor maduro, objetivo, e teve amplo domínio das possibilidades narrativas que este romance oferecia. A facilidade com que envolve o leitor logo nas primeiras páginas é notável, especialmente porque usou total liberdade cronológica, indo e vindo no tempo, ao sabor das lembranças de Owen. Ao descrever o primeiro adultério do personagem, por exemplo, entrelaça flashes da primeira relação sexual com reflexões dele já velho, recordando esse primeiro adultério. Tudo no mesmo parágrafo.

Updike alternou a narração com explicações diretas ao leitor, chegando por vezes a adiantar o desfecho de uma situação que estava começando a descrever. Pena que exagerou nas constantes descrições de cenários, que prejudicam a fluidez do texto. Marcelo Lyra


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS