- Anuncie
- Assine

 
 
 
Televisão // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Realidade carioca
A minissérie A Lei e o Crime retoma temática de Vidas Opostas, sobre a violenta realidade nas favelas

A Lei e o Crime: qualquer semelhança com Tropa de Elite é mera coincidência

Primeira investida da Record em minisséries, A Lei e o Crime estréia na segunda-feira 5, às 23h15, e leva a assinatura de Marcílio Moraes, autor de Vidas Opostas (2006), novela que fez sucesso com a narração de violências extremas para retratar a realidade nos morros cariocas. O tema permanece na nova história. Nando (Ângelo Paes Leme) é um ex-páraquedista que mata o sogro e, perseguido pelo cunhado, o policial ligado a milícias Romero (Caio Junqueira), envolve-se com bandidos e vira chefe do tráfico. No meio disso está Catarina (Francisca Queiroz), socialite que se torna delegada após a morte do pai.

A minissérie também tem André Ramiro, lançado em Tropa de Elite, no elenco. Mas o autor rejeita comparações com o filme e diz que, apesar dos nomes dos atores se repetirem, as duas produções têm olhares opostos sobre o mesmo tema. Na tevê, a vida da classe alta carioca e a realidade nas favelas são pano de fundo dos confrontos entre os três personagens principais e dos conflitos deles com suas famílias. A Lei e o Crime seria apenas um especial, em capítulo único, mas ganhou outros 15 episódios.

 

 

 


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS