- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Personalidade do Ano
Patrícia Pillar
Às vésperas de completar 25 anos de carreira, a atriz arrebata o público e a crítica ao interpretar a maquiavélica Flora de A favorita e se transforma no grande destaque de 2008

TEXTO LUCIANA BARCELLOS FOTOS EDUARDO REZENDE/ABÁ MGT BELEZA ALÊ DE SOUZA ILUSTRAÇÃO RENATO MACHRY

 title=
STYLING FABIANA KHERLAKIAN PRODUÇÃO DE MODA VALÉRIA LASTRES (OFFICECOMM ) AGRADECIMENTOS: ANDRÉ LIMA PARA TIDSY E JOHN GALLIANO PARA ESPAÇO LUNDGREEN


A um mês de completar 45 anos, a atriz continua dona de uma beleza exuberante. Para ela, a proximidade dos 50 não é um problema. “Olha, estou muito mais feliz hoje. Mais em paz, mais segura. Me sinto melhor, realmente”, afirma. Patrícia Pillar faz parte de um time de mulheres raras. Em 2001, comoveu o País ao revelar publicamente que enfrentava um câncer de mama. O drama vivido com tanta coragem e garra, no entanto, faz parte do passado. “Já não tenho mais nada a dizer. Posso dizer que estou maravilhosa”, resume.
Hoje o único desejo da atriz é continuar a sonhar. Um sonho que começou em 1981, em um grupo de teatro amador, e que depois seguiu pelo cinema e tevê, onde estreou em 84, no programa FMTV, com a apresentação de videoclipes. A primeira novela, Roque Santeiro, veio um ano depois. Em 2007, a atriz decidiu experimentar uma nova faceta de seu talento. Escolheu a vida do ídolo Waldick Soriano – morto em setembro passado -- como tema de seu primeiro documentário. Entusiasmada, ainda dirigiu um show e um DVD do cantor. “O filme já ganhou alguns prêmios em Portugal, e agora no Festival de Natal, mas eu não consegui ir. Mas isso faz parte. Foi um ano de dedicação ao trabalho”, diz.
A Favorita está na reta final, mas Patrícia ainda não sabe o que fazer após o último capítulo. Projetos só para março, quando pretende lançar o documentário sobre Waldick. “Era para ter feito esse ano, mas não deu por causa da novela. Quando terminar, quero ler, ver filmes, ficar com a família, encontrar com os amigos, enfim, respirar”, diz, ainda exausta pela entrega total à personagem após oito meses de muito trabalho. Sobre o destino que escolheria para Flora, ela faz mistério. “Não consigo imaginar. Também quero saber”, diz, soltando uma sonora gargalhada.
PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS