- Anuncie
- Assine

 
 
 
Televisão // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Ping-Pong
A dona dos olhos de Capitu

Aina Pinto

Maria Fernanda estava grávida quando filmou a minissérie

Ping-Pong MARIA FERNANDA CÂNDIDO

Qual a diferença entre a Capitu que fez no cinema e a da tevê?
São obras com concepções diferentes. O filme foi uma livre inspiração. A minissérie tem outra abordagem, Machado de Assis está realmente presente.

O adjetivo mais associado a Capitu são os "olhos de ressaca". Como é interpretar uma personagem cuja força está no olhar?
Quando comecei a pensar, isso foi para mim um grande desafio: "Como vou fazer esses olhos, que todo mundo imagina, e tal?" Luiz (Fernando Carvalho, diretor), nossa preparadora Tiche Vianna e eu percebemos que a Capitu teria que nascer de dentro para fora. É esse olhar que vai traduzir a alma dessa mulher, que tanto poderia ser do século 19 como ser todas as mulheres.

Pode falar sobre o figurino de Capitu?
O figurino influenciou muito nosso trabalho. Os véus, as sobreposições e chapéus deram a dimensão mítica à personagem. E fiquei ainda mais fã da figurinista Beth Filipecki, que fez adaptações para que o figurino não pesasse na minha barriga. Usei estruturas como suspensórios para sustentar as anáguas.

Os ensaios e as gravações foram no período de sua gravidez?
Recebi o convite do Luiz em dezembro e soube que estava grávida no período de ensaio, que durou de abril a meados de junho.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS