- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







O novo romance de Luana
A atriz fica com Felipe Simão, ex de Ivete Sangalo, dez dias após a briga que acabou com seu noivado com Dado Dolabella. Na sexta-feira 31, ela prestou queixa de agressão contra o ator na delegacia da mulher

TEXTO LUCIANA BARCELLOS E RENATA MENDONÇA

ANDRÉ FREITAS/ AG.NEWS - THYAGO ANDRADE/ AG.NEWS
Luana brinda com amigos na noite da sexta-feira 31, em um bar próximo ao Teatro Leblon, onde apresenta a peça Pássaro da Noite

''Ela não tem vocação para o sofrimento. Chora, se desespera, mas depois vira a página''

DIZ UM AMIGO DE LUANA

"De repente não mais do que de repente". Luana Piovani parece mesmo seguir à risca a estrofe do Soneto da Separação, de Vinícius de Moraes, que usou para expressar o seu sentimento pelo término do noivado com Dado Dolabella. Assim de repente, após a tão comentada briga na boate 00, no Rio de Janeiro, na madrugada da quinta-feira 23, a atriz apareceu trocando beijos com Felipe Simão, empresário carioca que tem em seu currículo amoroso Ivete Sangalo, Camila Rodrigues, Carolina Magalhães e Fernanda Paes Leme. O cenário escolhido por ela para virar a página, foi a porta do seu prédio, no Leblon.
Os dois se encontraram na festa Bailinho, do ator e DJ Rodrigo Penna, no terraço da casa de espetáculos Vivo Rio. E juntos eles deixaram o espaço, no carro de Felipe. "Não estou negando, mas não gosto de falar sobre minha vida pessoal. Já fico muito exposto por conhecer alguém que trabalha na mídia. Melhor não falar nada", disse o empresário, na segunda-feira 3, ao ser questionado se ele e Luana estariam vivendo um romance.
Na sexta-feira 31, oito dias após a briga protagonizada por ela e Dado, a atriz foi à Delegacia Especial de Assistência à Mulher, no Centro do Rio, registrar queixa de agressão contra o ator. Em depoimento à policial Adriana Mendes Sálvio, ela afirmou ter sido agredida por Dado e exibiu como prova hematomas nos braços. Depois de relatar o episódio à delegada, Luana fez um pedido. "Ela estava supertranqüila, mas pediu que tudo fosse mantido em sigilo", contou Adriana, que não quis confirmar se a atriz declarou, em seu depoimento, ter levado um tapa no rosto no momento da confusão com o ex-noivo. Depois, Luana foi encaminhada para exame de corpo delito no Instituto Médico Legal.
Na noite daquela sexta-feira 31, ela encenou sua peça e terminou a noite com amigos em uma animada mesa de bar próximo ao teatro. No sábado 1, prestou depoimento como testemunha no 15º DP sobre o episódio envolvendo a camareira Esmeralda de Souza, de 62 anos. No dia seguinte, apareceu na praia do Leblon acompanhada de duas amigas e encerrou a noite nos braços de Felipe Simão.
Os amigos mais próximos da atriz garantem que as cenas com o empresário não são um gesto de vingança. "Ela não tem vocação para o sofrimento. Chora, se desespera, mas depois vira a página. Esse jeito é o que desperta o amor ou ódio das pessoas. Com ela não tem meio-termo", diz um amigo. Ainda de acordo com esse amigo, Luana decidiu registrar queixa contra Dado porque não teria "engolido" o fato de ter sido agredida por ele. No entanto, a decisão teria demorado a ser tomada pelo carinho que sente pela atriz Pepita Rodrigues, mãe do ator. "Ela ama a Pepita. Ficou receosa que ela sofresse muito pelo filho. Mas os amigos pressionaram mesmo. Isso não podia ficar impune e Luana acha que pode incentivar mulheres a não terem medo de denunciar a violência doméstica". O advogado da atriz, Marcelo Salomão, esteve na delegacia na segunda-feira 3, para buscar a cópia do depoimento de Luana. "O depoimento dela já consta nos autos do processo", disse o advogado. Salomão não quis dar maiores detalhes sobre o caso. "Não é ético falar de um caso que ainda está em andamento e é tão delicado".

ANDRÉ FREITAS / AG.NEWS
A atriz deixa a praia do Leblon com amigas. Ela teria pensado em não registrar queixa porque gosta da mãe do ator, Pepita Rodrigues

Um vídeo registrado pelas câmeras de segurança da boate 00 também será uma das provas que o delegado Gustavo Valentin, do 15º DP, usará para esclarecer definitivamente como se deu a agressão à camareira e à atriz na noite do dia 23. Os donos da casa noturna não quiseram dar declarações, mas informaram, por meio da assessoria de imprensa da boate, que os vídeos registrados na festa serão entregues à polícia se a casa for notificada. A assessoria afirmou desconhecer o conteúdo das gravações.
Se para Luana o capítulo que conta sua história de amor com Dado está encerrado, para o ator a página também parece ter sido virada. Dado, que num primeiro momento, não escondia seu abatimento e revelava a amigos sua esperança em reatar com a atriz, mudou seu comportamento diante das últimas declarações de Luana. Interrompeu o silêncio voluntário que se impôs desde a noite em que, após discutir violentamente com Luana na frente de amigos, teria agredido a camareira Esmeralda de Souza Honório, de 62 anos, principal vítima que teve os dois braços imobilizados. Assim como Luana, ele usou seu blog para se manifestar. "Lamentavelmente faz parte do processo, algumas relações terminam, fracassam, mas fica o carinho e a lembrança", escreveu, referindo-se à atriz. E foi também por meio do blog que se desculpou com a camareira. "Peço perdão para Dona Esmeralda e para todas as pessoas que estavam no momento. Não é esse o exemplo que quero dar da minha vida pessoal. No meio da confusão, apenas empurrei, na escuridão e no meio do conflito", justificou.
Durante a semana, o ator cumpriu normalmente sua rotina de gravações na novela Chamas da Vida e voltou a ser visto no Leblon na noite do domingo 2. O advogado do ator, Michel Assef Filho, não tem dúvidas de que Dado conseguirá provar que sua agressão à camareira não foi voluntária. "Ele vai se defender de ambos os casos, que serão apurados de maneira diferente", disse Assef. O advogado disse acreditar que o caso seja tratado pelo Juizado Especial Criminal, que apura pequenas causas. "Tenho absoluta certeza de que tudo se resolverá bem por causa das circunstâncias", disse referindo-se à agressão sofrida pela camareira. O depoimento do ator está previsto para os próximos dias.

1 | 2 | Próxima >>


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS