- Anuncie
- Assine

 
 
 
Música // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







SONORAS
One Kind Favor, BB King

Aos 83 anos, BB King mostra que ainda é o rei do blues neste álbum que figura entre os melhores títulos de sua vasta discografia. Escorado na fiel guitarra “Lucille” e em banda que destaca a leveza do toque da bateria de Jim Keltner, o cantor lapida 12 velhas jóias do gênero que abraçou. “Blues Before Sunrise”, de John Lee Hooker, é uma das gemas que reluzem no CD.

 

Recomeço, Virgínia Rodrigues

Neste quarto álbum, gravado apenas com o pianista Cristóvão Bastos, a cantora afrouxa o laço afro-baiano que caracterizava sua obra. Virgínia abre o leque estilístico sem que sua voz de mezzo-soprano perca o caráter sacro e lírico que beira o sublime nos registros de “Beatriz” (Edu Lobo e Chico Buarque) e “Porto de Araújo” (Guinga e Paulo César Pinheiro). A abordagem é camerística.

 

Rio, Till Brönner

Cantor e trompetista de jazz, o alemão Till Brönner apresenta a música brasileira sob sua ótica estrangeira neste CD gravado no Rio em clima bossa-novista. O resultado é oscilante por conta da presença de convidados tão díspares quanto Annie Lennox (desajustada ao cantar em inglês “Mistérios”, canção de Joyce), Milton Nascimento (à vontade no tom jazzístico de “Tarde”) e Vanessa da Mata (voz em “O Que Será?”, de Chico Buarque). (M.F.)


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS