- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Perfil
Beleza engajada
Talita Alink é a primeira eco-model do país e vai aos Estados Unidos acompanhar a assinatura de um acordo entre o governador do Amazonas, Eduardo Braga, e o da Califórnia, Arnold Schwarzenegger em evento organizado por Mario Garnero

TEXTO MACEDO RODRIGUES

FOTO PAULO JARES/AG.ISTOÉ
"Pretendo chamar a atenção de todos sobre o assassinato ecológico que representam as queimadas no território amazônico", diz Talita Alink

O primeiro obstáculo para Talita Alink, 17 anos, se iniciar na carreira de modelo foi enfrentado dentro de casa. Moradora de Petrópolis, no Rio, e filha de evangélicos fervorosos, a menina teve que cortar um dobrado para convencer os pais de que aquela era uma profissão que não atentava contra Deus. A orientação religiosa de sua família era tão ortodoxa, que houve uma época que tanto ela quanto seus pais só se vestiam de azul-celeste, dos pés à cabeça, por acreditarem que aquela era uma cor que não profanava a pureza. "Depois de muita insistência, minha mãe começou a simpatizar com a idéia de eu me tornar modelo, mas meu pai estava irredutível, não queria nem tocar no assunto. Mas eu perseverei e ele acabou cedendo", comenta Talita.

Bem antes da autorização dos pais, era a própria Talita que não via com muito interesse o mundo fashion. Sua meta era aprofundar seus estudos na área de meio ambiente, tema que despertou seu interesse aos 12 anos, quando participou de uma feira de ciências na escola fazendo um trabalho sobre o impacto ambiental da vida humana no planeta e o volume de lixo gerado anualmente. "Todomundo me dizia que eu era muito bonita e que deveria ser modelo, mas eu nem ligava. Só queria estudar ecologia." No ano passado, foi descoberta por Pierre Thomé de Souza, empresário ligado às causas socioambientais, que apresentou um projeto para convertê-la na primeira eco-model brasileira: uma modelo que colocasse sua imagem a serviço das causas ecológicas. "Quando conheci o projeto, vi que poderia dar minha contribuição como modelo e me convenci", conta a morena, que se inicou na profissão há apenas oito meses. Logo ela foi incluída na força-tarefa Green Models For The Planet, ao lado de tops como Raica Oliveira e Bar Refaeli, além de ter sido aclamada embaixadora da Associação das Nações Unidas Brasil (ANUBRA) para o Meio Ambiente. É nessa condição que Talita embarca em 18 de novembro para Sacramento, na Califórnia, nos Estados Unidos, onde participará da assinatura de um acordo de cooperação bilateral entre os governos da Amazônia e da Califórnia em evento organizado pelo empresário Mario Garnero. A brasileira ficará responsável pela apresentação do governador do Amazonas, Eduardo Braga, ao governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger. "Pretendo chamar a atenção de todos sobre o assassinato ecológico que representam as queimadas no território amazônico", ensaia a novata.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS