- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Televisão
O bom moço quer mais
O ator Gustavo Leão conta que pensou em ser jogador de futebol e surfista profissional antes de entrar para a tevê e diz que planeja uma carreira internacional, seguindo os passos de Rodrigo Santoro

TEXTO LUCIANA BARCELLOS FOTO LUCIANA AVELLAR

"Rodrigo (Santoro) é uma referência para mim, por tudo o que conquistou." Gustavo Leão, sobre a carreira internacional

Mesmo antes de se tornar galã de novela, Gustavo Leão já sonhava com a fama. Embora ser artista nunca estivesse em seus planos. O que ele queria mesmo era brilhar como atleta: nos campos ou no mar. Ainda adolescente, o desejo era ser jogador de futebol. Freqüentou algumas escolinhas e chegou a ser chamado para disputar a Copa Sul-Americana Sub-15. "Mas quando entrei no campo para treinar, pensei se seria aquilo que queria para minha vida. Aí resolvi ser surfista profissional e nunca mais apareci no campo", conta o ator. Decidido a se aprimorar na nova modalidade, o garoto nascido na Praia Grande, na Baixada Santista, pegou a prancha e foi morar com uns amigos na cidade vizinha do Guarujá. "Queria me profissionalizar no surfe e tentei fazer isso durante dois anos. Cheguei a participar de campeonatos. Mas vi que meu nível ainda não estava igual ao dos caras da minha idade", reconhece.
Coincidentemente, foi como um surfista que ele teve sua grande chance na tevê. O ator que estreou na novela Floribella entrou na carreira artística por acaso. "Minha mãe me inscreveu num concurso de Mister Praia Grande. Foi o maior mico", conta ele, que depois de ganhar a competição foi convidado para fazer testes para o elenco da trama da Band. "Passei no primeiro, mas estava sem condição financeira para ir a São Paulo fazer o segundo teste. Minha mãe pegou os últimos centavos que tinha na carteira. Ela me deu tudo e disse que estava me dando porque sabia que eu iria passar", lembra ele, que distribuiu panfletos de vereador, entregou marmita e na adolescência vendeu bijuterias de conchas que ele mesmo fazia para ajudar no orçamento de casa.
Os tempos difíceis ficaram para trás. Aos 21 anos, Gustavo não tem do que reclamar. Acabou de renovar seu contrato com a Globo até 2011 e comprou um confortável apartamento num condomínio a apenas cinco minutos do Projac. Além disso, ele ostenta o título de um dos atores mais diputados para participar dos bem remunerados bailes de debutante pelo País e de campanhas publicitárias. Tudo graças à imagem de bom moço, da qual ele se orgulha. "Acho que tenho uma imagem pura. Mas acho que é preciso mostrar que tem gente que segue o caminho certinho e gosta de fazer as coisas direitinho. Sou um cara assim e quero que as pessoas sigam esse exemplo", diz ele, que não gosta de noitadas, não bebe e reatou com a atriz Yana Sardenberg, sua primeira namorada.
De férias da tevê desde o fim de Beleza Pura, o ator embarca em 8 de novembro rumo à Filadélfia, nos Estados Unidos, para uma temporada de estudos de três meses. "Quero ter aquele inglês sem sotaque", almeja. Primeira exigência para conquistar uma carreira internacional no futuro, seguindo os passos de Rodrigo Santoro. "Rodrigo é uma referência para mim, por tudo o que conquistou. Quero ser essa referência que ele é para mim hoje", vislumbra, com a certeza de que vai longe.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS