- Anuncie
- Assine

 
 
 
Exposição // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Bienal enxuta
Exposição chega a sua 28ª edição com obras de apenas 40 artistas

Obra da espanhola Cristina Lucas

A 28 ª Bienal de São Paulo está diferente. “Em Vivo Contato”, o tema desenvolvido pelos curadores Ivo Mesquita e Ana Paula Cohen convida o público a discutir o papel do evento dentro do contexto mundial de artes. “Pensamos em olhar para a própria história da Fundação Bienal, para a primeira proposta elaborada na exposição de 1951, por Lourival Gomes Machado”, explica Ana. O diretor artístico da época pensava que o papel da mostra era colocar São Paulo em contato com a arte do mundo.
Dos 40 artistas convidados, dez são brasileiros. A diminuição no número de participantes foi drástica: na última edição, em 2006, eram 118. Conseqüentemente, um dos quatro andares do prédio estará nu. No térreo, o Pavilhão Ciccilo Matarazzo foi transformado em praça: apresentações de música, dança e cinema convidam os visitantes a interagir. Seguindo o intuito de proporcionar uma reflexão sobre as bienais, a programação inclui conferências, debates e painéis. Não é preciso inscrição prévia para participar. (Livre) (N.P.)

Pavilhão Ciccillo Matarazzo – Pq. do Ibirapuera, av. Pedro Álvares Cabral, s/nº. Até 6/12.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS