- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Música
''Devo ter alma brasileira''
O britânico William Naraine, fundador da banda Double You, fala sobre sua paixão pelo país, onde passa metade do ano, e antecipa o lançamento de um novo álbum ao lado do parceiro brasileiro Gino Martini

TEXTO THAÍS BOTELHO FOTO CARLOS PRATES/ AG.ISTOÉ

William Naraine (à esq.) e Gino Martini preparam um disco para 2009 com a releitura de seus maiores hits

A vista da janela de um dos muitos hotéis da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, é de tirar o fôlego de qualquer turista. E foi apoiado em um desses parapeitos, olhando para o calçadão da Avenida Atlântica, que o britânico William Naraine, vocalista da banda Double You, teve inspiração para compor um de seus maiores sucessos. Alguns minutos admirando a paisagem da Cidade Maravilhosa e a beleza das brasileiras que se bronzeavam sob o sol tropical foram suficientes para criar a canção "She Is Beautiful". Era o ano de 1993 e a música virou hit internacional, que faz sucesso até hoje. "Quem diria, não é? Não pude com tudo aquilo", explica ele, em um português quase perfeito. Foi naquele mesmo ano, após sua primeira turnê por aqui, que ele declarou seu amor ao Brasil. "Quando viemos lançar nossas músicas, não tínhamos idéia de como seria, conhecíamos pouco. Mas deu tudo certo e me apaixonei pelo País", revelou ao lado de seu companheiro de banda, o músico brasileiro Gino Martini, com quem trabalha desde 1995, após a nova formação do grupo. William vive na Itália, onde administra um de seus estúdios, e vem ao País pelo menos duas vezes por ano em turnê, e costuma ficar cerca de três meses em cada uma das temporadas. "As pessoas acham que moro aqui. Mas a verdade é que temos outro estúdio aqui sob os cuidados do Gino. Devo ter alma brasileira, mas ainda não realizei o sonho de morar aqui", conta. Copacabana marcou a trajetória do músico, mas ela divide a preferência com as praias de Porto de Galinhas, em Pernambuco, onde faz questão de passar pelo menos uma semana por ano. Quem pega carona nas viagens de William é seu único filho, Timothy, de 23 anos. Pela quinta vez em São Paulo, o garoto, que também é fluente em português, não hesita em falar do que mais gosta no País. "Adoro as churrascarias, as baladas e as brasileiras, claro", enumera ele, que recebe dicas do amigo Bruno, um dos três filhos de Gino.

Avesso às bebidas alcoólicas, William só abre exceção para a tradicional caipirinha. Entre suas muitas paixões brasileiras, também estão a feijoada, as músicas de Tim Maia e, principalmente, a hospitalidade do povo. "Se o brasileiro não se acha brincalhão e simpático, faço um convite para visitarem a Europa", desafia. Logo joga um olhar para o parceiro brasileiro e lembra das brincadeiras dele. "Se eu te falar o que o Gino já me aprontou... Ele é mestre em colocar catchup nas maçanetas do meu quarto quando estamos viajando para fazer shows, me fazer pagar vários micos, além de me ensinar palavrões em português", diverte-se. No início do ano, eles gravaram no Brasil o hit inédito "Get Up" com o DJ Ross. Agora a dupla se prepara para lançar em 2009 um álbum com os melhores sucessos. "Será um disco com nova roupagem, mistura de sons", antecipa Gino.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS