- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Romance
Sintonia dentro e fora de cena
O diretor e ator Marcos Paulo prepara-se para dirigir pela primeira vez uma namorada no palco e comemora o relacionamento de um ano com a atriz Antonia Fontenelle

TEXTO THAÍS BOTELHO FOTOS FELIPE BAENNINGER/AG.ISTOÉ

Antonia é guerreira e se atira de cabeça, o que acho ótimo em um ator", diz Marcos Paulo, curtindo o pôr-do-sol com a namorada na Praça das Rosas, em Gramado

Era por volta da meia-noite de uma semana bem comum do mês de julho, quando a atriz e produtora Antonia Fontenelle recebeu por telefone a notícia de que interpretaria a personagem mais complexa de sua carreira. Do outro lado da linha, estava seu namorado, o ator e diretor Marcos Paulo. "Ele leu o roteiro, mudou a personagem central e me ligou dizendo que já sabia quem a faria", lembra ela. "Quando ele disse que seria eu, na mesma hora gritei: 'Quem?' E ele repetiu firmemente: 'Você! Prepare-se para ser o transexual da peça'", conta ela, aos risos. E foi assim, pensando em sua primeira protagonista que Antonia passou a noite em claro. "Como ele me dá um susto desses? E eu nem tinha remédios para dormir", diverte-se.

Antonia e Marcos Paulo namoram no jardim do Hotel Serrano

A preocupação era plausível. Afinal, Antonia, de 35 anos, nunca havia feito nada parecido e já sentia o peso do desafio que irá enfrentar na peça Vidas Divididas, de Maria Adelaide Amaral, com estréia marcada para 18 de outubro em São José do Rio Preto, São Paulo. Será uma prova também para Marcos Paulo, que nunca dirigiu uma namorada no palco e volta às coxias como diretor depois de 30 anos. Sua última experiência foi em As Gralhas, em 1978. "Antonia é guerreira e se atira de cabeça, o que acho ótimo em um ator. Mas confesso que não posso dizer como será essa experiência, pois nunca dirigi uma namorada. Na peça, seremos criador e criatura", diz ele. Além de protagonista do espetáculo, Antonia também assina a produção. "Sou formada em Artes Cênicas, tenho quase dez anos de carreira e aprendi a me produzir", diz lembrando os conselhos de Fernanda Montenegro durante uma palestra. "O que ela disse, ficará para sempre", conta.

O assunto trabalho inevitavelmente permeia as conversas do casal, mas de forma alguma atrapalha a paixão. "Estou muito feliz por ele me dirigir, já que abriu uma exceção. Conversamos bastante de tudo o tempo todo, seja onde for. Mas também tenho consciência de que em cena ele é meu diretor e não namorado", disse ela, durante os dias de descanso com Marcos em Gramado, na Serra Gaúcha. O primeiro aniversário do namoro, que começou com uma paquera na hora do almoço num restaurante carioca, foi comemorado há dois meses em grande estilo, com uma romântica viagem de 29 dias pela Europa. "Foi ótimo. O roteiro começou em Roma, depois fizemos a Costa Amalfitana de carro e paramos em Portugal para rever uns amigos", conta o diretor. "Não gostei de Roma, mas nos divertimos muito em uma parada gay de lá. Trago boas recordações", complementa Antonia.

Apesar da total sintonia dentro e fora de cena, casamento do tipo tradicional, por enquanto, não está nos planos do casal, que procura passar muito tempo junto mesmo morando em casas separadas no Rio. Na maioria dos encontros, estão rodeados pelos filhos: o dela, Samuel, de 12 anos, e Giulia, de 7, a caçula do diretor com a atriz Flávia Alessandra. Apaixonada, ela enumera as qualidades do parceiro. "Além do bom caráter e de ter feito sua história de sucesso sozinho, não posso com este olhar 43 que o Marcos tem. Meu Deus!", entrega, deixando Marcos visivelmente deconcertado. O pôrdo- sol na Praça das Rosas, em Gramado, foi testemunha da energia boa do casal.

''Além do bom caráter e de ter feito sua história de sucesso sozinho, não posso com este olhar 43 que o Marcos tem. Meu Deus''
ANTONIA FONTENELLE

 


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS