- Anuncie
- Assine

 
 
 
Paulo Borges // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Por trás da maquiagem
Parte II

Max Weber

"Homônimo do intelectual alemão que foi um dos fundadores da sociologia, o brasileiro Max Weber é o maior vencedor do Oscar da maquiagem brasileira"

De todos os maquiadores nacionais, talvez este seja o que mais se aproxima da realidade nua e crua do Brasil: antes de cair nas graças das principais revistas de moda do país, Max Weber foi office-boy e auxiliar administrativo. Descobriu o talento para a estética há 10 anos, através de um curso de cabelo & make up, quando jogou a papelada dos escritórios para o alto e foi trabalhar em salões de beleza. "No fundo, eu sempre quis trabalhar com moda." O desejo se concretizou há seis anos, com ajuda de profissionais como Duda Molinos, Miro e Duran, além de Giovanni Frasson e Paulo Martinez. "Talvez a grande virada na minha carreira tenha sido quando a top model Isabeli Fontana me convidou para fazer uma capa com ela para a revista Vogue Espanha", relembra. Recentemente, Max foi o grande vencedor do 14º Prêmio Avon de Maquiagem, considerado o "Oscar" da maquiagem nacional, com dois trófeus: maquiagem de mídia impressa e maquiagem de mídia impressa publicitária.

 

 

Daniel Hernandez

"Meu pai era desenhista e eu imitava tudo que ele fazia. Foi ali, aos 8 anos de idade, que a minha mão ficou firme e que comecei a tomar gosto pela estética"

Natural de Porto Alegre, Daniel Hernandez começou a trilhar sua carreira no mundo da beleza logo cedo, enquanto observava o pai desenhar capas de revistas usando a técnica de air brush. "Ele copiava o original, retocando detalhes como cílios, sobrancelhas e boca, para melhorar o resultado final. E eu acompanhava tudo do lado, com lápis e borracha na mão. Foi quando comecei a tomar gosto pela estética", conta. Não demorou e Daniel estava cortando o cabelo de toda a família, trabalhando em salões de sua região e sonhando alto: a moda era seu objetivo. Aos 20 anos se mudou para São Paulo e através do editor de moda Paulo Martinez começou a colaborar com a revista Elle. Em apenas seis meses, já estava assinando o make up das capas. Sem nenhum curso no currículo, o maquiador autodidata afirma que beleza é sim fundamental e pode, inclusive, influir no sucesso de uma pessoa. "Mas não me refiro à beleza estética tradicional, e sim à beleza inteligente, da mulher que sabe potencializar o que tem de bom."

 


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS